América do SulSeguro Viagem

Seguro viagem Argentina: veja se é necessário e quanto custa

Planejando a próxima viagem com destino à terra dos nossos hermanos e na dúvida se precisa mesmo contratar um Seguro Viagem Argentina? Neste artigo, mostramos as principais razões para você contratar o seguro, quanto custa e ensinamos como escolher o seu. Confira:

COMPARADOR DE SEGURO VIAGEM

Faça agora a cotação e conheça as melhores opções de seguradoras e planos para a sua viagem. Encontre o melhor preço.

Precisa de seguro viagem Argentina?

Não precisa de seguro viagem para Argentina, mas você é muito recomendado. Por isso, apesar de não ser obrigatório, você deve considerar a importância do documento.

Muitos brasileiros deixam de contratar seguro para viajar para Argentina por pensar que é perto do Brasil e, por isso, podem voltar para casa rapidamente caso algo aconteça. Ou, então, por se tratar de uma viagem rápida, como um fim de semana em Buenos Aires, o seguro não será necessário.

A questão é que imprevistos não têm hora nem lugar para acontecer, e resolvê-los fora do seu país de origem sem qualquer tipo de assistência em língua nativa pode ser complicado e custar caro.

Razões ainda mais fortes para contratar um seguro viagem têm as pessoas com doenças preexistentes (como hipertensão, diabete, etc), as gestantes, os idosos e aqueles que seguem para destinos de turismo de aventura.

Um plano de seguro viagem bem escolhido é a segurança que você precisa para seguir rumo a trilhas, pistas de esqui e snowboard e a outros esportes de inverno que são comuns em algumas localidades da Argentina.

4 motivos para contratar um seguro viagem Argentina

Se você ainda não está convencido da importância do seguro viagem durante a estadia no país, listamos os principais motivos para te convencer da importância do documento durante o passeio, confira:

1. Serviço público de saúde pode ser demorado

A saúde pública na Argentina é considerada de qualidade, mas é preciso levar em conta a cidade em que você está. Nas grandes cidades, como Buenos Aires e Mendonza, por exemplo, você irá encontrar bons hospitais públicos. Além disso, as consultas para turistas são gratuitas, você só precisa pagar pelos medicamentos.

Porém, grande parte da população argentina utiliza o serviço público e, por isso, você pode enfrentar longas filas para ser atendido. E, como em uma viagem o tempo é limitado, você pode perder um dia inteiro (ou mais) para uma consulta simples.

A fim de facilitar um pouco, o governo de Buenos Aires disponibiliza em seu portal, os locais e contatos dos Hospitais e Centros de Saúde de todos os bairros.

Nas cidades menores, a qualidade do serviço público não é a mesma. Além das equipes médicas serem menos numerosas, os equipamentos também não são tão modernos e o atendimento é mais limitado, e por isso, ressaltamos que precisa de seguro viagem para Argentina.

2. Serviço privado de saúde é caro

A saúde privada também é de qualidade, mas como é de se esperar: custa caro. Uma consulta simples pode chegar na casa de 200 dólares e se você quebrar um braço ou tiver que fazer uma cirurgia de urgência pode se preparar para um gasto na casa dos milhares de reais. Qualquer imprevisto pode se tornar uma dívida alta a pagar na volta da sua viagem.

3. Atrasos, cancelamentos de voos e extravios de bagagens são comuns

Quem viaja frequentemente para a Argentina sabe: é muito comum os voos sofrerem atrasos e cancelamentos para o país. Em Buenos Aires é habitual o aeroporto suspender ou atrasar voos devido à neblina.

Outro fator comum de problemas com os voos são as greves, seja de operadores do aeroporto ou das companhias aéreas.

precisa de seguro viagem para Argentina Buenos Aires

Também é recorrente o extravio de bagagens. Como se trata de uma viagem internacional, a companhia aérea tem até 21 dias para encontrar a sua bagagem.

Um seguro viagem Argentina não vai evitar atraso no voo ou que sua bagagem seja extraviada. No entanto, quando isso acontece, a seguradora faz o intermédio entre você e a empresa aérea para resolver o problema, além de pagar indenizações para ajudar com esse imprevisto.

4. Acidentes em esportes de aventura podem ocorrer

Independente se precisa de seguro viagem para Argentina ou não, muitos turistas visitam o país para conhecer neve e praticar esportes de inverno. O país possui estações de esqui famosas em Bariloche, Capelcho, Cerro Bayo e muitos outros.

Para a prática de esportes de aventura, é altamente recomendado que você tenha um seguro viagem Argentina. Um acidente simples como um pé torcido ou algo mais grave pode acontecer com um iniciante, ou com um esportista mais experiente.

Há diversas histórias em blogs que contam como foi preciso recorrer ao seguro devido a um acidente ao esquiar – tendo que ser socorrido por helicóptero e levado para cirurgia no hospital. Sem um seguro, essa emergência poderia gerar uma dívida astronômica.

Vai estender a viagem pelo país vizinho? Confira o seguro viagem Uruguai e as recomendações ao contratar.

Quanto custa um seguro viagem Argentina?

Boa notícia: o seguro viagem Argentina é barato. Você pode contratar um bom a partir de R$ 9 por dia.

Para dar exemplo dos custos, fizemos uma cotação no comparador do Seguro Viagem Pro para uma viagem de 5 dias para a Argentina (em setembro de 2019). Veja abaixo os planos com o melhor custo-benefício apresentados em nosso comparador:

Cobertura Affinity 60 ITA 60 Smart Inter (ITA) AC 15 AM Sul Central e Caribe (Assist Card) TA 40 Especial – Internacional (Travel Ace)
Despesa médica hospitalar (DMH)
USD 60 mil USD 60 mil USD 15 mil USD 40 mil
Cobertura médica para prática de esportes
USD 6 mil USD 5 mil USD 5 mil USD 40 mil
Seguro gestante
Não Não USD 5 mil – até 28 semanas USD 40 mil – até 34 semanas e 40 anos
Cobertura odontológica
USD 800 USD 200 USD 300 USD 300
Reembolso de farmácia
USD 800 USD 250 USD 500 USD 400
Regresso sanitário
USD 50 mil USD 10 mil USD 15 mil USD 20 mil
Bagagem extraviada
USD 1,2 mil USD 1 mil USD 600 USD 1,2 mil
Valor R$ 135 R$ 64,25 R$ 59,85 R$ 47,40

Qual cobertura contratar?

Tudo depende do seu estilo de viagem e do quanto pode/quer pagar. Um seguro com cobertura mínima mais alta dá maior segurança ao viajante caso algum imprevisto aconteça. Vamos dar algumas sugestões:

  • Se você vai conhecer museus, cidades, restaurantes, teatros, etc, recomendamos uma cobertura de pelo menos 30 mil dólares ou euros. Você irá encontrar ofertas com coberturas menores. Todavia, os custos médicos na Argentina podem ser mais altos do que isso;
  • Para viagens com esportes de aventura (como esqui, montanhismo, trilhas, camping etc) sugerimos contratar plano com DMH a partir de 60 mil dólares;
  • Caso você tenha alguma necessidade especial, como uma doença preexistente, esteja grávida ou seja  idoso, sugerimos uma cobertura mais ampla. A partir de 60 mil dólares é um bom começo.

Vale a pena utilizar o seguro viagem do cartão de crédito?

Depende do seguro. Existem alguns cartões de crédito que possuem coberturas interessantes, como é o caso do seguro viagem do Mastercard Black e do Visa Infinite.

Porém, outros seguros de viagem de cartões de crédito com coberturas menores podem ser insuficientes para garantir os custos em casos de emergência. Portanto, é importante ler com cuidado a apólice de seguro viagem antes de utilizar apenas porque é gratuito.

Como contratar um Seguro Viagem Argentina?

Você pode fazer a cotação do seguro nos sites comparadores de seguro de viagem disponíveis online.

Além do nosso comparador, também recomendamos o Seguros Promo, nosso parceiro. Além de disponibilizar as melhores seguradoras, os preços são bastante atrativos e a plataforma é fácil de usar.

Também recomendamos a Real Seguro Viagem e o Compara Online. Ambos são confiáveis e apresentam boas opções de seguradoras e planos.

Basta clicar em um deles e fazer a comparação dos seguros disponíveis selecionando a opção seguro viagem América do Sul.

Faça agora a cotação do Seguro Viagem.

Em parceria com o Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o menor preço do mercado em seguro viagem. Cote e encontre as melhores opções de planos e seguradoras para sua viagem.

COTAR AGORA »

Recomendação Seguro Viagem Pro

Se você precisa de seguro viagem para Argentina, recomendamos o TA 40 Especial – Internacional, da seguradora Travel Ace, além de ter o melhor custo, está com cobertura bem equilibrada entre as opções apresentadas. Ele cobre gestantes e também a prática de esportes de aventura, além de apresentar uma média boa nos demais critérios avaliados.

Apesar de haver planos específicos para o destino América do Sul, com USD 15 mil para despesas médicas hospitalares, caso do AC 15 AM Sul Central e Caribe, da Assist Card, nós não recomendamos a aquisição de um plano com menos de USD 40 mil para DMH.

O AC 15 AM Sul Central e Caribe é o único dos quatro planos aqui apresentados que inclui toda a América do Sul, mais o Caribe e a América Central.

Os demais servem para toda a América do Sul. Portanto, uma ótima notícia: se no roteiro estiverem incluídas paradas em outros países desse continente, pode ir tranquilo!

Ganhe desconto no seguro viagem Argentina

Quer tornar o custo do seu seguro viagem ainda mais barato? Escolhendo fazer a compra via nosso comparador ou diretamente pelo Seguros Promo, leitores Seguro Viagem Pro ainda podem receber até 10% de desconto.

Para tanto, adicione nosso cupom de desconto SVP5 (que te dá 5% de desconto). Depois, realize o pagamento por boleto bancário (que te dá mais 5% de desconto). Como os descontos são acumulativos, você economiza 10%.

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Seguro Viagem Pro.
Compartilhe

Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é jornalista e trabalha com Conteúdo em Marketing Digital em Portugal, onde vive há 5 anos. Apaixonada por viagens, hoje dedica o seu trabalho a dar dicas e orientações a outros viajantes sobre roteiros e seguros de viagens pelo mundo.

Cláudia Zucare

Cláudia Zucare Boscoli trabalha como jornalista há 20 anos, tendo se formado na Cásper Líbero, com extensão em Jornalismo Social pela Universidade de Navarra (Espanha), especialização em Marketing Digital pela FGV e pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP. Já trabalhou para IstoÉ Online, O Estado de S. Paulo, Diário de S. Paulo e Editora Abril, entre outros veículos. Adora viajar, conhecer novas culturas e contar o que descobriu.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo