EuropaSeguro Viagem

Seguro viagem Europa: o que considerar antes de comprar

Você sabia que o seguro viagem Europa é obrigatório para a maioria dos países do continente? Além de ser exigido nos 26 integrantes do espaço Schengen, ele é essencial para que você viaje sem preocupações. Mas afinal, o que o seguro viagem para o continente europeu precisa ter? Apresentamos neste artigo tudo que você precisa saber antes de contratar a proteção, desde a obrigatoriedade de cobertura até preços e seguros mais indicados.

COMPARADOR SEGURO VIAGEM

Faça uma cotação sem compromissos e conheça todas as opções disponíveis e preços de seguro para a sua viagem. Garantimos o melhor preço aos nossos leitores.

Acompanhe e tire todas as suas dúvidas sobre o seguro viagem antes de viajar para a Europa.

O seguro viagem Europa é obrigatório?

Sim, é obrigatório, pelo menos nos 26 países europeus que integram o acordo Schengen.

O Tratado de Schengen é uma acordo de livre circulação de pessoas entre os territórios signatários. Além disso, ele determina que é obrigatório ter um seguro viagem com cobertura médica hospitalar cujo valor mínimo é de 30 mil euros.

Os países que fazem parte do acordo são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Islândia, Letônia, Lituânia, Liechtenstein, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Para os demais países não existe a obrigatoriedade, mas é altamente recomendado contratar.

Vale a pena contratar o seguro para países em que não é obrigatório?

Vale. Pode não ser obrigatório para todo o continente, mas o seguro viagem é necessário em qualquer período que você passe longe do seu país de origem.

Imagina se você quebra um braço ou pega uma doença durante sua viagem? É preciso lembrar que o serviço público de saúde na Europa, na maioria dos países, não é gratuito e não é em qualquer hospital que você poderá ser atendido como um turista. Por isso, o seguro viagem é a sua garantia de tranquilidade caso algum imprevisto aconteça.

E os adicionais de bagagem? Também valem a pena. Em 2018, mais de 25 milhões de malas foram perdidas ou entregues com atraso pelas companhias aéreas. E a Europa é o continente com pior desempenho na entrega de bagagens. A cada 1 mil passageiros, 7,8 tiveram suas malas extraviadas, contra 2,85 na América do Norte e 1,77 na Ásia. Por isso, melhor não arriscar.

Como funciona o seguro viagem Europa?

Sempre contratamos um seguro viagem esperando não ter que utilizá-lo. Entretanto, caso seja preciso, a central de atendimento da seguradora irá oferecer todo o suporte necessário para o atendimento.

O seguro viagem Europa cobre os gastos com emergências médicas, odontológicas e farmacêuticas que você possa necessitar. Ou seja, se você ficar doente, precisar de exames médicos, remédios, internações e até mesmo em caso de falecimento, o seguro irá atuar para que você não seja pego desprevenido.

Além da cobertura relacionada à saúde, a proteção também oferece assistência em casos de perda e extravio de bagagens, furto de documentos, atrasos e cancelamentos de voos e, dependendo do plano, realiza cobertura de eventuais despesas jurídicas. Entre outras coberturas extras que podem facilitar, e muito, a vida do viajante.

O seguro pode funcionar tanto por prestação de serviço, em que você apresenta o seu seguro em uma rede conveniada sem precisar pagar nada a mais por isso, ou por reembolso, no qual você paga o valor da despesa emergencial e é reembolsado pela seguradora quando chegar ao Brasil.

O que o seguro viagem Europa precisa cobrir?

Um seguro básico precisa cobrir pelo menos as despesas com urgência e emergência médica e odontológica no valor de 30 mil euros. Entretanto, os seguros mais completos oferecem uma série de outros benefícios. Um seguro viagem para a Europa completo contém os seguintes benefícios:

  • Atendimento médico e odontológico de emergência 24h;
  • Despesas com medicamentos;
  • Repatriação médica (caso o segurado precise retornar ao Brasil devido a um acidente ou doença) e repatriação funerária (em caso de falecimento);
  • Indenização por falecimento;
  • Indenização em caso de invalidez total ou permanente;
  • Seguro em caso de interrupção ou cancelamento da viagem;
  • Localização de bagagem extraviada;
  • Indenização por perda ou extravio de bagagem;
  • Assistência à perda de documentos;
  • Despesas jurídicas;
  • Pagamento de fiança.

Se você tiver a oportunidade, vale a pena optar por um seguro completo com esses benefícios. E se você não conhece bem o significado dos termos acima, confira o nosso artigo sobre a apólice de seguro viagem que explicamos cada um deles.

seguro viagem europa planejamento

Seguro viagem para a Europa com coberturas especiais

Ao contratar um seguro viagem é preciso levar em consideração necessidades especiais que você possa ter. Por exemplo, caso você seja idoso, gestante ou deseje fazer turismo de aventura, saiba que existem seguros de viagens feitos especialmente para você. São planos específicos que atendem às necessidades desses públicos.

Confira a seguir as coberturas que eles devem apresentar:

Para idosos

Muitas seguradoras estão investindo cada vez mais em seguros de viagem específicos para a terceira idade. Eles contam com limites mais largos para o uso de medicamentos, atendimentos hospitalares especiais e até sessões de fisioterapia.

Mas é preciso estar atento aos valores, pois o seguro viagem para idosos costuma ser mais caro do que um plano para pessoas mais jovens. Em média os preços costumam ser entre 30% e 50% mais caros, pois se considera que a probabilidade de utilizar o seguro seja maior.

Existem também seguradoras que colocam idade limite para utilização do serviço (a maior parte só presta o serviço para clientes com até 90 anos) e outras nem oferecem planos para o público sênior.

Para gestantes

As futuras mamães também devem contratar um seguro viagem Europa, mas é preciso estar atento, pois existem algumas especificidades – e os planos também costumam custar um pouco mais caro.

Algumas seguradoras não aceitam gestantes, outras oferecem limites das semanas de gestação. Alguns fatores a se considerar antes de comprar um seguro viagem gestante:

  • Se o seguro cobre ou não complicações de saúde decorrentes da gravidez;
  • Se o parto está incluído no seguro, caso a mulher dê a luz durante a viagem;
  • A idade da mulher, uma vez que a maioria dos seguros só aceita mulheres até 40 anos.

Para turismo de aventura

Caso você pretenda fazer um mochilão ou turismo de aventura – ou seja, acampar, fazer trilha, esquiar, surfar, pular de paraquedas, etc – você precisa comprar um seguro específico para esse tipo de atividade ou adicionar um extra. Normalmente, os adicionais não são muito mais caros e vale a pena garantir a cobertura, pois nesse tipo de atividade radical os riscos são maiores.

Por isso, ao buscar por um seguro viagem para esportes, verifique quais são os itens cobertos, se os esportes praticados entram na cobertura. Verifique também o valor da cobertura para atividades esportivas, alguns seguros incluem a proteção na DMH, outros apresentam um valor específico para o item.

Por fim, verifique também se a cobertura é por evento, ela garante que a cada situação você tenha direito ao valor integral do atendimento.

Quanto custa um seguro viagem para a Europa?

Depende de uma série de fatores. Mas, é possível encontrar várias opções de planos de seguro viagem Europa que custam até R$15 por dia de viagem. Com o orçamento mais alto são ainda mais opções para contratar a proteção e viajar tranquilo.

Se levarmos em conta o preço de uma consulta médica, com exames e medicamentos em um país europeu, percebe-se que o custo do seguro viagem não é caro. Além disso, vale considerar que na maioria dos países a saúde pública não é gratuita, ou seja, qualquer emergência de saúde pode sair mais cara do que o seguro viagem.

Os valores são cotados por dia, por isso depende da duração da sua viagem; da cobertura que o seu seguro vai ter; da sua idade e estado de saúde, pois os seguros para idosos e gestantes são mais caros, e do tipo de turismo que vai fazer.

Para entender melhor os planos, apresentamos variadas opções de seguro viagem, indicadas para diferentes perfis, confira:

Planos com melhor custo-benefício

Cada seguradora oferece um preço muito diferente da outra. Por isso é preciso pesquisar qual delas oferece o melhor custo-benefício.

Para que você tenha uma noção de valor, fizemos a cotação de um seguro viagem Europa para 10 dias de passeio no período de 20 a 29 de março no comparador Seguros Promo, veja os preços e coberturas que encontramos:

Seguradora Travel Ace Assist Card Affinity ITA Travel
Plano TA 40 Especial Internacional AC 35 Europa + Telemedicina Affinity 60 ITA 60 Smart Inter
Despesas médicas e hospitalares USD 40 mil EUR 35 mil USD 60 mil USD 60 mil
Cobertura médica para prática de esportes Dentro DMH – consultar Dentro DMH (por evento) USD 6.000 USD 5.000
Cobertura médica para gestante Dentro DMH – até 34 semanas e 40 anos Dentro DMH (por evento) – até 28 semanas Não Não
Traslado de corpo USD 20.000 EUR 10.000 USD 50.000 USD 10.000
Assistência jurídica por acidente de trânsito USD 1.200 EUR 4.000 USD 1.000 USD 500
Seguro bagagem extraviada USD 1.200 (complementar) USD 1.200 (complementar) USD 1.200 (complementar) USD 1.000 complementar
Preço R$100,70 (R$151,00
para maiores de 70 anos)
R$120,40 (R$210,70
para maiores de 69 anos)
R$134,88 R$129,00

Atenção: todas as cotações foram realizadas dia 6 de fevereiro de 2020 e os planos cumprem as exigências do Tratado de Schengen.

Planos com coberturas completas

Além de planos com ótimo custo-benefício, como os citados acima, também listamos os planos mais completos, com valores de coberturas mais altas. Em alguns casos eles também apresentam coberturas extras.

Seguradora  Affinity Intermac Travel Ace Assist Card
Plano Affinity 150 mundo Intermac 150 Ouro TA 250 Especial AC 250 + telemedicina
Despesas médicas e hospitalares USD 150 mil USD 150 mil USD 250 mil USD 250.000
Cobertura médica para prática de esportes USD 10.000 Dentro DMH Dentro DMH – consultar Dentro DMH (por evento)
Cobertura médica para gestante Não USD 10.000 – até 32 semanas e 45 anos Dentro DMH – até 34 semanas e 40 anos Dentro DMH (por evento) – até 28 semanas
Traslado de corpo USD 50.000 USD 40.000 USD 20.000 USD 15.000
Assistência jurídica por acidente de trânsito USD 1.000 USD 1.000 USD 12.000 USD 4.000
Seguro bagagem USD 1.200 (complementar) USD 1.000 (suplementar) USD 2.000 (complementar) USD 1.200 (suplementar)
Preço R$186,48 R$245,90 (
R$368,80
para maiores de 75 anos)
R$438,40
(R$657,70
para maiores de 70 anos)
R$295,80
(R$517,60
para maiores de 69 anos)

Qual o melhor seguro viagem para a Europa?

Depois de tudo que apresentamos você deve estar se perguntando qual o melhor seguro para quem viaja para a Europa. A resposta é que não existe um seguro que seja o melhor para todos os viajantes, pois ele deve se adequar às suas necessidades. Para escolher um bom seguro de viagem, você deve considerar:

  • O tipo de viagem que vai fazer, se é um turismo histórico, de praia, de aventura, etc;
  • A sua idade, pois os seguros para idosos são mais caros;
  • O custo com serviço emergencial de saúde no país de destino, uma vez que isso influencia o valor da cobertura mínima que você precisa contratar;
  • O quanto você pode/está disposto a pagar pelo seguro.

O melhor seguro viagem para a Europa é sempre aquele que oferece um serviço mais alinhado à sua necessidade. Cada uma das seguradoras têm vantagens diferentes: seja o preço, o valor da cobertura, os benefícios e facilidades, a confiabilidade da marca, etc. Por isso, o nosso conselho é que você pesquise e leia o que os contratos oferecem. É a melhor forma de garantir que você vai comprar o melhor seguro viagem.

Um alerta importante, não escolha apenas pelo preço. Os preços variam muito, por isso desconfie do seguro viagem Europa barato demais e não pague o mais caro somente pela fama da marca. Escolha aquele que oferece um preço médio, que cabe no seu bolso, que tem uma cobertura generosa e as especificidades que você precisa para o seu estilo de viagem.

Como fazer a cotação do seguro viagem para a Europa?

Para fazer a cotação da proteção, você pode utilizar um comparador de seguro viagem online. Para isso, basta adicionar as suas informações de viagem, como o período em que estará viajando, desde o dia que você sai do Brasil, até o dia que chega em casa.

O comparador mostrará diferentes seguradoras que oferecem o serviço. Avalie entre as opções disponibilizadas as que melhor se adéquam à sua necessidade e ao seu bolso. Utilize o nosso comparador de seguro viagem para encontrar o seguro personalizado para a sua necessidade. Todos os planos citados acima como sugestões de seguro viagem para a Europa estão presentes no nosso comparador.

Além do nosso comparador, indicamos também a pesquisa no Seguros Promo, um site de confiança, com excelente método de comparação de seguros e assistência ao cliente muito elogiada. Outros comparadores indicados são o Real Seguro Viagem e o Compara.

seguro viagem europa outono

Confira também se quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem.

Com que antecedência contratar o seguro viagem?

O melhor é contratar com antecedência e já incluir o valor do Seguro Viagem Europa no orçamento da sua viagem, mas você pode comprar até um dia antes, se preferir.

Se programar é melhor, pois algumas seguradoras pedem até 72 horas para ativar o seu seguro. É extremamente recomendado já sair do país com o seguro ativo.

Você deve estar segurado desde o dia que sai do Brasil até o dia que você volta para solo brasileiro (e não o último dia que está na Europa). Se, por acaso, você precisar estender a sua viagem e quiser ampliar também a duração do seguro, entre em contato com a seguradora responsável. É melhor estender o prazo do que contratar um novo seguro.

Agora, se você viajou sem a proteção e pretende contratar o seguro viagem estando no exterior é bom se preparar, nem todas as seguradoras aceitam essa situação e, em alguns casos, o prazo de carência pode ser longo.

Existe seguro viagem para Europa gratuito?

Existem 2 tipos de proteções que você pode utilizar para entrar na Europa e não precisa pagar por eles, entretanto, nenhum deles é completamente gratuito.

Seguro viagem Europa do cartão de crédito

As bandeiras mais elevadas dos cartões de crédito costumam oferecer o seguro viagem para seus clientes, como é o caso do Platinum e Infinite da Visa, Platinum e Black do Mastercard, e Platinum, Green e Gold da American Express.

Entretanto, o valor do seguro está embutido nas elevadas anuidades que essas bandeiras exigem dos clientes. Alguns deles possuem boas críticas, outros possuem coberturas insuficientes e avaliações negativas, portanto aconselhamos que você avalie bem a apólice antes de tomar uma decisão.

Além disso, é bom ficar atento, pois as coberturas do seguro viagem de cartão de crédito variam, por exemplo, nem todos cobrem grávidas e a prática de atividade física. Outro detalhe importante: a maioria cobre apenas períodos de até 30 dias fora do país.

CDAM: PB4 em Portugal e IB2 na Itália

O CDAM é uma assistência médica pública que o brasileiro tem direito caso precise de atendimento em Portugal e na Itália, por causa de um acordo bilateral entre esses países e o Brasil. Todos os contribuintes do INSS podem pedir o CDAM pelo site do governo.

Entretanto, seguro viagem do INSS serve apenas para assistência médica e é preciso apostilar o documento de acordo com a Convenção de Haia. O valor da Apostila de Haia varia de Estado a Estado, de R$34 a R$107, e é realizado em cartório.

Todos os demais benefícios presentes em um seguro viagem não estão presentes no CDAM, incluindo o traslado de corpo. Ou seja, se acontecer a infelicidade da pessoa falecer na Europa, a família precisará pagar para trazer o corpo para o Brasil.

Por isso, o CDAM não substitui o seguro viagem e não é gratuito. Mas ele pode sim ser apresentado na imigração na Europa dentro dos países que fazem parte do espaço Schengen como comprovante de assistência à saúde.

O que pode acontecer se não tiver seguro viagem Europa?

A obrigatoriedade do documento não significa necessariamente que ele será solicitado na imigração. Porém, se ele for pedido e você não apresentar a apólice do seguro, poderá ser impedido de entrar no país. O que, comparado ao custo de um seguro, representa um grande prejuízo.

Outro problema é a conta referente às despesas médicas. Caso você precise de atendimento de emergência durante a viagem, os custos podem ser exorbitantes e atrapalharem as suas férias. Em situações mais graves como o falecimento do viajante, pode acabar deixando uma dívida para a família com os custos de repatriação funerária.

Ganhe desconto no seguro viagem Europa

Agora que você já sabe tudo que precisa avaliar para contratar um seguro viagem para a Europa, é hora escolher o seguro ideal. Recomendamos usar o nosso comparador de seguro ou ainda, fazer sua busca pelo Seguros Promo.

E se você precisa economizar, temos uma boa notícia. Você pode ganhar até 10% de desconto na contratação do seguro viagem Europa. Para isso, basta utilizar o nosso cupom de desconto SVP5 que dá mais 5% de desconto. Depois, faça o pagamento por boleto bancário que te dá mais 5% de desconto. Os descontos são acumulativos, assim, você consegue economizar 10% no seguro viagem.

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Seguro Viagem Pro.
Compartilhe

Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é jornalista e trabalha com Conteúdo em Marketing Digital em Portugal, onde vive há 5 anos. Apaixonada por viagens, hoje dedica o seu trabalho a dar dicas e orientações a outros viajantes sobre roteiros e seguros de viagens pelo mundo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo