Localizado na América do Sul, pertinho do Brasil, o Chile é um destino imperdível para quem gosta de aventura e explorar belezas naturais exuberantes. Para quem decidir visitar o país, certamente não vão faltar opções de passeios para todos os gostos. Mas, para realmente aproveitar a estadia, é fundamental contar com um plano de seguro viagem Chile.

A proteção garante que você tenha a assistência necessária para lidar rapidamente com diversos imprevistos. Entenda como funciona o seguro viagem Chile, as coberturas recomendadas e onde contratar o seu.

Precisa de seguro viagem Chile?

O seguro viagem Chile não é obrigatório. Porém, a proteção é altamente recomendada.

Durante a pandemia de Covid-19, o governo chileno exigiu que turistas apresentassem uma apólice de seguro viagem com cobertura para despesas com Covid-19. No entanto, com a melhora dos casos e relaxamento das regras, essa exigência foi retirada.

Mas, mais uma vez lembramos da importância de contratar um seguro de viagem para que você tenha assistência em caso de problemas de saúde, acidentes e claro, imprevistos como perda de bagagem, atraso de voo, entre outros.

A imigração do Chile pede seguro viagem?

Como não é mais obrigatório apresentar o seguro viagem para entrar no Chile, os oficiais da imigração não irão exigir a apresentação da apólice.

Porém, é importante lembrar que, oficialmente, a OMS ainda não decretou o fim da pandemia. Dessa forma, as regras no país podem mudar a qualquer momento e o seguro ser exigido novamente.

Por que contratar o seguro viagem Chile?

Ainda que não seja obrigatório, existem muitos motivos para contratar o seguro viagem Chile. Primeiramente, a proteção é recomendada para qualquer destino para garantir mais tranquilidade caso ocorram imprevistos.

O seguro viagem Chile irá garantir que você receba atendimento médico e hospitalar caso precise. Além disso, os planos costumam oferecer coberturas importantes em qualquer viagem, como cancelamento de voo e extravio de bagagem.

Quanto custa um seguro viagem para o Chile?

O seguro viagem Chile custa a partir de R$12 por dia de viagem. É importante lembrar que o valor final depende de vários fatores como duração da viagem, coberturas contratadas, idade, seguradora e até dia e local da cotação.

Para te ajudar a entender melhor, fizemos uma cotação de uma viagem de 10 dias para o destino. A simulação foi feita na ComparaOnline no dia 4 de janeiro de 2023. Confira os valores de planos básicos e completos.

Coberturas Coris Basic 30 Mundo Affinity 35 Mundo UA Master Covid-19 AC 150 Mundo Covid-19
Despesas Médicas Hospitalares (DMH) USD 30 mil USD 35 mil USD 40 mil USD 150 mil
Despesas Covid-19 USD 10 mil Não USD 30 mil USD 30 mil
Regresso Sanitário USD 50 mil USD 35 mil USD 30 mil USD 60 mil
Despesas médicas para prática de esportes USD 30 mil Dentro da DMH Dentro da DMH USD 30 mil
Bagagem extraviada USD 1 mil (complementar) USD 1.200 (suplementar) USD 1.300 USD 1.200
Valor R$ 301,40 R$ 129,71 R$ 457,30 R$ 432,93

Existe um seguro viagem Chile barato?

Sim. As seguradoras costumam oferecer opções de planos de seguro viagem bastante diversificados para atrair diferentes perfis de clientes. Dessa forma, existem, sim, seguro viagem barato para a América do Sul, portanto, para o Chile.

Por exemplo, na cotação que fizemos acima, encontramos opções econômicas a partir de R$12 por dia de viagem. Entre os planos que apresentamos, o Affinity 35 Mundo oferece um excelente custo benefício.

No entanto, é preciso cuidado ao comprar um seguro viagem barato. Isso porque, ele pode não ter as coberturas necessárias para seu perfil. Mas, existem boas opções de seguro viagem América do Sul por menos de R$25 por dia.

Existe um seguro viagem Chile gratuito?

Na prática, não existe seguro viagem Chile realmente gratuito. No entanto, algumas bandeiras de cartão de crédito oferecem planos de seguro viagem para seus clientes. Apesar de serem gratuitos no momento da emissão, os valores estão sempre embutidos na anuidade do cartão.

Sendo assim, não vale a pena utilizar esse seguro por alguns motivos, como:

  • É exclusivo para algumas bandeiras selecionadas;
  • A anuidade desses cartões costuma ser mais elevada;
  • Só é válido quando o cliente compra a passagem aérea ou paga o cartão de embarque com um cartão elegível;
  • Os planos são fixos, ou seja, cada bandeira tem um único plano que serve para todos os clientes, independente de suas necessidades específicas.

Coberturas recomendadas no seguro viagem Chile

Cada plano de seguro viagem oferece diferentes coberturas para atender aos diversos perfis de viajantes. Em geral, quanto mais completo for o plano, melhor ele será.

Entenda quais são as principais coberturas recomendadas e as indicações de valores para cada perfil.

Despesas Médicas e Hospitalares

A cobertura para Despesas Médicas e Hospitalares (DMH) é essencial e, geralmente, o primeiro item que notamos ao cotar um seguro viagem. Ela garante que você receberá assistência médica no hospital mais próximo de acordo com a rede conveniada do seguro contratado, ou mesmo, pagar pelo atendimento e receber o reembolso ao voltar para o Brasil.

O ideal é contratar um seguro com cobertura mínima de USD 20 mil para garantir uma assistência mais completa em qualquer situação. No entanto, no caso de gestantes, idosos, praticantes de esportes ou pessoas com doenças pré-existentes, o recomendado é que o valor seja superior a USD 60 mil.

Despesas médicas para Covid-19

Mesmo que a cobertura para despesas com Covid-19 não seja mais obrigatória para entrar no Chile, ela é muito indicada. Isso porque, sem a proteção, o viajante deverá arcar com todos os gastos médicos e hospitalares após o diagnóstico da doença.

Nesse caso, o ideal é uma cobertura de, pelo menos, USD 10 mil. Porém, pessoas do grupo de risco, idosos, com comorbidades, gestantes e não vacinados, devem optar por planos mais completos, acima de USD 30 mil.

Vale destacar que já existem planos com coberturas extras, como indenização por diagnóstico, traslado de corpo e até despesas com quarentena.

Traslados e repatriamentos

Os traslados e repatriamentos são coberturas que garantem o transporte especial do segurado caso seja necessário. São três coberturas principais nesse sentido, entenda a diferença de cada uma delas:

  • Traslados médicos: locomoção até o hospital mais próximo. Recomendado valor mínimo de USD 10 mil;
  • Regresso sanitário: viagem de volta para o Brasil em voo especial, como um voo com UTI, por exemplo. O recomendado é que a cobertura seja de, pelo menos, USD 30 mil;
  • Traslado de corpo: transporte do corpo de volta para o Brasil em caso de morte. O valor mínimo recomendado também é de USD 30 mil.

Despesas médicas para prática de esportes

Entre as principais atividades no Chile, podemos destacar trekking em alguns dos picos mais emblemáticos do planeta, além de se aventurar na Patagônia e Deserto do Atacama.

Mulher caminha pelo deserto do Atacama, no Chile, em dia de sol
Contrate um seguro viagem com cobertura para prática de esportes e explore o Chile com tranquilidade.

Dessa forma, a cobertura para despesas médicas para a prática de esportes é muito importante. Ela garante que você terá atendimento médico e hospitalar caso ocorra algum problema. É importante ressaltar que sem a cobertura, o viajante deverá arcar com as despesas médicas em caso de algum acidente durante essas práticas.

Essa cobertura pode estar dentro das despesas médicas e hospitalares ou ser um valor separado. Assim, se você pretende praticar esportes no Chile, procure opções de seguro viagem com cobertura de no mínimo USD 30 mil. Vale lembrar que essa proteção é apenas para esportes amadores.

Seguro bagagem extraviada

A cobertura para bagagem extraviada paga uma indenização caso seus pertences sejam perdidos durante o trajeto. O valor mínimo recomendado é de USD 1 mil.

É preciso lembrar que a companhia aérea também paga uma indenização em caso de extravio de bagagem. Por isso, essa cobertura é oferecida de duas maneiras:

  • Complementar: completa a indenização paga pela companhia aérea até o valor coberto;
  • Suplementar: paga USD 40 dólares por cada quilo da bagagem perdida. Ou paga o mesmo valor que a companhia aérea, até o limite do valor contratado.

Aliás, sempre que possível, o recomendado é o seguro bagagem suplementar, ele oferece mais vantagens para o viajante.

Como escolher o melhor seguro viagem Chile?

Para escolher o melhor seguro viagem Chile, cada pessoa deve entender quais são suas necessidades específicas e orçamento. Por isso, antes de contratar um plano, você deve analisar alguns pontos como:

  • Orçamento disponível;
  • Duração da viagem;
  • Idade do viajante;
  • Coberturas necessárias e valores;
  • Seguradora;
  • Facilidade em contatar a seguradora;
  • Segurança na hora da compra.

Com esses dados em mãos, você pode estabelecer alguns critérios que o seguro viagem deve cumprir e fazer sua busca baseada neles.

Por exemplo, você pode estabelecer que quer um seguro com cobertura DMH de, pelo menos, USD 20 mil, que cubra despesas com Covid-19 e prática de esportes. Então, pesquisar por planos que atendam a esse perfil.

Onde cotar o seguro viagem para o Chile?

No momento de cotar os preços do seguro viagem Chile, existem duas opções: diretamente no site de cada seguradora ou por meio de sites comparadores.

Nossa recomendação é sempre os sites comparadores de seguro viagem. Isso porque eles são práticos, econômicos e seguros. Neles, basta você inserir os dados de sua viagem e comparar os planos oferecidos por diversas seguradoras em um único lugar.

Recomendamos os sites Seguros Promo, Real Seguro Viagem e Compara Online. Todos são boas opções para encontrar planos diversificados para o Chile. Além disso, a compra é feita em poucos minutos e a apólice enviada diretamente para seu e-mail.

É importante lembrar que ao cotar um seguro viagem Chile, normalmente, você não coloca que o destino é o país. Mas, a cotação é feita escolhendo a América do Sul ou América Latina, dependendo do comparador.

O seguro viagem Chile tem validade em outros países da América do Sul?

Sim. Na prática, ao comprar um seguro viagem Chile, você está comprando um seguro viagem América do Sul ou América Latina, dependendo do lugar.

Isso significa que a apólice tem validade em toda a América do Sul (ou América Latina), com exceção do Brasil. Porque, para viajar no país, é preciso optar por um seguro viagem nacional.

Recomendação Seguro Viagem Pro

Mesmo que o Chile seja perto do Brasil, nossa recomendação é que você nunca viaje sem contar com a proteção de um seguro viagem, independente do destino. A proteção é um investimento econômico, especialmente quando comparado aos gastos que você teria em caso de um imprevisto.

Para escolher a melhor opção, é preciso sempre se atentar aos seu orçamento disponível, assim como as coberturas necessárias e roteiro de viagem.

Essa é sempre uma escolha individual, mas alguns planos são boas indicações para a maioria dos viajantes. Por exemplo, na cotação que fizemos acima, o plano Coris Basic 30 Mundo, da Coris Seguro Viagem, é uma boa opção para quem quer um plano básico, com cobertura para Covid-19, para quem irá praticar esportes.

Por outro lado, para quem busca um plano mais completo, o AC 150 Mundo Covid-19, oferecido pela Assist Card, é uma excelente opção. Ele tem ótima cobertura DMH de USD 150 mil, indicado até mesmo para idosos, gestantes e pessoas com doenças pré-existentes. Ainda, cobre despesas com Covid-19 e para quem irá praticar esportes. Aliás, o plano foi considerado o melhor seguro viagem para América do Sul.

O seguro viagem Chile é sempre uma boa opção. Faça uma cotação e escolha o plano que se encaixa melhor em seu perfil. Boa viagem!

Ganhe desconto no seguro viagem

Nossos leitores podem ganhar desconto no seguro viagem!

Para isso, basta cotar o seguro na ComparaOnline e inserir o cupom SEGPRO5% e ganhar na hora 5% de desconto. Aproveite e boa viagem!