Europa

IB2 CDAM: descubra como ter acesso à saúde pública na Itália

O IB2 CDAM (Certificado de Direito à Assistência Médica) é resultado de um acordo entre o Brasil e a Itália. Ele garante aos brasileiros o acesso ao sistema público de saúde da Itália, com um atendimento idêntico ao de qualquer cidadão italiano.

COMPARADOR SEGURO VIAGEM

Faça uma cotação sem compromissos e conheça todas as opções disponíveis e preços de seguro para a sua viagem. Garantimos o melhor preço aos nossos leitores.

Neste artigo, vamos contar quem pode ter este documento, as formas de obtê-lo e como usufruir deste benefício. Também vamos responder a uma das perguntas mais importantes: se o IB2 CDAM substitui seguro viagem.

Como o IB2 CDAM garante assistência à saúde na Itália

Brasil, Itália, Portugal e Cabo Verde assinaram um acordo previdenciário que criou o CDAM. Com a Itália, a parceria vem desde 1974. Graças a ela, os cidadãos destes países podem utilizar a assistência médica-hospitalar na rede pública desses quatro territórios, tal qual um cidadão local. A única condição é que o indivíduo seja contribuinte da Previdência Social.

O nome do certificado varia de acordo com cada país: em Portugal, chama-se PB4; já em Cabo Verde e na Itália, o mesmo documento é o IB2.

O atendimento idêntico ao de um cidadão local não significa, necessariamente, que os procedimentos no sistema de saúde pública serão gratuitos. Na Itália, por exemplo, se o italiano pagar por um procedimento de saúde, o brasileiro também deverá pagar da mesma forma. Se os procedimentos forem gratuitos ao nativo, também o serão aos brasileiros que portam o IB2 CDAM.

IB2 CDAM formulário

O IB2 CDAM substitui o seguro viagem Itália?

Não.

Por três motivos principais:

  1. O IB2 CDAM só garante o acesso ao sistema público de saúde da Itália. Se a viagem incluir outros países, você não estará protegido;
  2. O IB2 CDAM não cobre traslado médico, traslado de corpo nem inclui indenizações por morte acidental ou invalidez. O Consulado-Geral do Brasil em Milão, na Itália é categórico ao afirmar que as despesas para transporte de corpo para o Brasil são de inteira responsabilidade dos familiares. E elas são muito altas, ultrapassando facilmente os 20 ou 30 mil euros;
  3. O IB2 CDAM não oferece nenhum apoio em caso de imprevistos de viagem, como seguro bagagem, reembolso de gastos por demora de bagagem, cancelamento de voo, auxílio em caso de perda de documentos e muitos outros benefícios.

O próprio Ministério da Saúde no Brasil afirma em sua página que o formulário IB2 CDAM não substitui o seguro saúde. Por isso, não viaje sem o seu seguro. Faça a cotação no nosso comparador de seguro viagem para encontrar o plano ideal ao melhor preço.

Quem pode tirar o IB2 CDAM?

Qualquer brasileiro que pertença a um destes grupos:

  • Trabalhadores com carteira assinada no regime celetista;
  • Empregadores;
  • Empregados domésticos;
  • Trabalhadores Autônomos;
  • Avulsos;
  • Temporários;
  • Aposentados/Pensionistas pelo INSS;
  • Dependentes (menores de 21 anos e cônjuges).

Requisitos para solicitar

Para ter direito ao IB2 CDAM, é necessário:

  • Ser contribuinte ou beneficiário do INSS (carteira de trabalho assinada, contrato de trabalho, último contracheque, número de beneficiário de aposentadoria ou guia de pagamento da Previdência Social são alguns comprovantes aceitos);
  • Ter passaporte válido;
  • Levar RG, CPF, e comprovante de residência no Brasil.

Quem não tem vínculo com o INSS como contribuinte ou beneficiário pode fazer sua inscrição como autônomo. Depois de contribuir por no mínimo três meses, já é possível pedir o IB2 CDAM.

Onde tirar o IB2 CDAM?

Basta reunir a documentação acima e ir pessoalmente ao núcleo do Ministério da Saúde do seu estado. Os endereços estão disponíveis no portal oficial. Para fazer o seguro em nome de outra pessoa, será preciso ter uma procuração pública.

Quem está fora do Brasil

Para renovar o certificado ou emiti-lo pela primeira vez, basta autenticar os mesmos documentos listados acima na Embaixada do Brasil do país em que você estiver. Você realiza o chamado apostilamento de Haia em um cartório e envia tudo para o Brasil, para uma pessoa que tenha uma procuração em seu nome. Ela deve se dirigir ao Núcleo Estadual do Ministério da Saúde e fazer a solicitação do IB2 CDAM por você.

Faça uma cotação de Seguro de Viagem. Garantimos o melhor preço

Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o menor preço do mercado em seguro de viagem.

Faça uma cotação online sem compromissos e confira as várias opções de seguro para o seu próximo destino.

FAZER COTAÇÃO »

Quanto tempo demora?

O IB2 CDAM costuma ser emitido na hora ou ficar pronto em até três dias úteis. O prazo depende do estado e de cada posto do INSS.

Quanto custa o IB2 CDAM?

O contribuinte do INSS tem direito a este documento gratuito. Vale lembrar que existe o pagamento mensal de impostos para o governo brasileiro, então, indiretamente, o IB2 CDAM não é totalmente grátis.

Também há gastos envolvidos na sua emissão, como reconhecimento de assinatura em cartório e o selo ou carimbo da Convenção da Apostila de Haia. É este tratado que permite o reconhecimento de documentos brasileiros no exterior, entre os mais de cem países que integram o acordo. Na cidade de São Paulo, por exemplo, o documento apostilado em cartório custa R$113,32. O reconhecimento de firma fica entre R$6 e R$16.

Validade do IB2 CDAM

Um ano, a partir da data de emissão. Após esse tempo, é preciso solicitar um novo formulário, caso precise dele novamente.

Como utilizar o IB2 na prática

Uma vez na Itália, o brasileiro deve procurar a Azienda Sanitaria Locale (ASL) do bairro em que reside, levando o IB2 e o passaporte. O IB2 original será autenticado e registrado no sistema. Você terá direito a uma tessera sanitaria, que é uma carteirinha de saúde que dá direito a marcar consultas, realizar exames, internação hospitalar e outros atendimentos. Normalmente, o passaporte brasileiro é solicitado.

Veja mais informações no site oficial do Consulado-Geral do Brasil em Milão.

É garantido o acesso gratuito ao sistema de saúde?

O IB2 CDAM não garante atendimento gratuito. O formulário assegura somente o acesso ao sistema de saúde de forma idêntica aos cidadãos italianos, pagando as mesmas taxas (também chamadas tickets). A ideia deste documento é garantir o acesso, nas mesmas condições, a um italiano ou um brasileiro aos sistemas públicos de saúde. Sejam eles gratuitos ou não.

Veja neste artigo se cidadão europeu precisa de seguro viagem.

Recomendação Seguro Viagem Pro: vale a pena adquirir o IB2?

Se você vai à Itália a passeio

Quando a viagem é por um curto período, é altamente indicada a contratação do seguro viagem Itália. Ele custa mais barato, pode ser feito online rapidamente e não exige documentos autenticados, ida ao cartório e a órgãos públicos. É um processo burocrático se a intenção é ficar pouco tempo na Itália e garante muito menos benefícios do que o seguro viagem.

Explicamos neste artigo o passo a passo como fazer cotação seguro viagem.

Para longas estadias

O IB2 CDAM vale a pena para quem prevê uma temporada acima de três meses na Itália, como estudantes de intercâmbio, viajantes a negócios e outras pessoas com visto que autorize a permanência. O IB2 é um direito de muitos brasileiros e um benefício importante. No entanto, nossa indicação neste caso é contratar um seguro viagem longa duração, utilizando o IB2 como complemento.

Veja quanto custa um seguro viagem para o seu tempo de estadia no país no site Seguros Promo, que oferece excelentes preços.

Se você ainda não conehce esse site, veja nosso artigo de avaliação do Seguros Promo e saiba tudo sobre ele.

Conclusão

Independente do tempo de permanência no país, o seguro viagem Europa com cobertura mínima de 30 mil euros é uma exigência para qualquer brasileiro que vá a Itália e aos demais países europeus que integram o Tratado de Schengen. Além disso, o IB2 CDAM não oferece coberturas normalmente incluídas nos seguros viagem.

Já comentamos aqui, mas nunca é demais relembrar. O seguro viagem, por mais simples que seja, costuma garantir indenização por bagagem extraviada, auxílio em caso de perda de documentos, reembolso de atendimento médico emergencial e odontológico, assim como dos medicamentos receitados.

Talvez as coberturas mais importantes ausentes no IB2 CDAM sejam traslado médico, traslado de corpo e indenização por morte ou invalidez. Com o seguro viagem, tudo isso está garantido. Vale a pena garantir a sua tranquilidade na viagem.

Quanto custa um seguro viagem?

Custa barato. A partir de R$10 por dia de viagem, é possível garantir uma cobertura com excelente custo-benefício para a Itália. Veja abaixo alguns planos que encontramos utilizando o nosso comparador de seguros viagem.

Travel Ace – TA 40 Especial Internacional Assist Card – AC 35 Europa + Telemedicina Affinity 60
Preço por dia de viagem R$ 10,39 R$ 12,37 R$ 13,53
Despesa Médica Hospitalar USD 40 mil USD 35 mil USD 60 mil
Cobertura odontológica USD 300 USD 500 USD 800
Cobertura farmacêutica USD 400 USD 500 USD 800
Traslado de corpo USD 15 mil USD 10 mil USD 50 mil
Traslado médico USD 8 mil USD 3 mil USD 1.200

Exemplo: Se a sua viagem pela Itália vai durar 7 dias, por exemplo, com o plano da Travel Ace você iria pagar R$72,73 e com o plano Assist Card você pagaria R$86,59. E ainda pode ficar mais barato, pois oferecemos desconto, veja abaixo.

Oferecemos desconto

Para o seu seguro viagem ficar ainda mais barato, você pode utilizar nosso cupom de desconto exclusivo aos leitores do Serguro Viagem Pro. Ao realizar a compra no nosso comparador de seguros viagem ou no Portal Seguros Promo, você pode inserir o código SVP5 para ganhar 5% de desconto no valor total da sua compra. Se o pagamento for efetuado com boleto bancário, recebe mais 5% de desconto.

Consulte ainda nosso artigo completo que esclarece se o CDAM substitui seguro viagem.

Luciana Andrade

Luciana Andrade é jornalista, doutora em história, cursa especialização em marketing digital e não cansa de aprender coisas novas. À frente da Flows Conteúdo & Comunicação, escreve para diversos sites e clientes corporativos. Já morou em cinco cidades - no Brasil e na França - e está sempre planejando a próxima viagem.

Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é jornalista e trabalha com Conteúdo em Marketing Digital em Portugal, onde vive há 5 anos. Apaixonada por viagens, hoje dedica o seu trabalho a dar dicas e orientações a outros viajantes sobre roteiros e seguros de viagens pelo mundo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo