ÁsiaSeguro Viagem

Seguro viagem Tailândia é obrigatório? Entenda antes de contratar

Paisagens paradisíacas, ruínas antigas e palácios de arregalar os olhos são alguns dos pontos altos da Tailândia, um destino muito procurado entre brasileiros. Por outro lado, uma língua tão diferente pode se tornar uma pedra no sapato se você se encontrar em apuros. É por isso que o seguro viagem Tailândia se faz essencial quando estamos tão longe de casa. Neste artigo vamos falar sobre a obrigatoriedade do seguro viagem e nossas recomendações para que você viaje tranquilo, protegido e sem gastos desnecessários.

COMPARADOR DE SEGURO VIAGEM

Faça agora a cotação e conheça as melhores opções de seguradoras e planos para sua viagem. Em parceria com o Seguros Promo, garantia do melhor preço.

Seguro viagem Tailândia é obrigatório?

Sim, o seguro viagem Tailândia é obrigatório. Ao entrar na Tailândia, você pode ter que apresentar o seguro viagem Tailândia com cobertura para Covid mínima de 20 mil dólares para possíveis despesas médicas.

Além de cobrir toda a duração da viagem, seu seguro ainda deve cobrir pelo menos mais 10 dias extras por precaução. Se você precisar esperar o resultado de algum teste, por exemplo, pode ter que ficar mais dias que o previsto no destino.

Mas a exigência é recente, com a pandemia e a reabertura das fronteiras do país, as autoridades locais passaram a exigir o seguro viagem e instauraram algumas regras para estrangeiros e turistas vindo de fora do país.

De qualquer forma, mesmo que o seguro viagem Tailândia não fosse obrigatório, o risco não compensa. E contamos agora os porquês.

Por que contratar a proteção?

Além da obrigatoriedade, existem outros grandes motivos para fazer sua viagem para a Tailândia acompanhado de uma boa proteção.

Primeiramente, se você tiver alguma emergência, o idioma local não será um estresse a mais. Com um seguro viagem Ásia, desde o primeiro contato com um hospital ao fim do seu atendimento, você contará com uma assistência completa para casos de muita ou pouca complexidade – e sem precisar falar tailandês.

Além disso, ninguém gosta de ter gastos inesperados, certo? Seja público ou particular, o atendimento médico no país asiático pode ter custos bem elevados para viajantes – e isso tanto para uma simples consulta como para eventuais internações.

Suporte em caso de emergência médica

No país, aliás, é comum que turistas acabem tendo que lidar com insolações ou intoxicações alimentares. O primeiro pode acontecer por distração do tempo que ficamos expostos ao sol apreciando atrações turísticas.

O segundo, por conta de comidas de rua de preparo pouco higiênico ou diferentes temperos. Então é melhor se prevenir para curtir as férias com segurança e ter os cuidados adequados caso precise.

Por falar em curtir, vale lembrar que a Tailândia é um destino de aventura, por isso, merece ser vivida como tal. Passeios de barco, mergulho, canoagem e outras atividades ao ar livre, como trilhas, podem incluir mais riscos que um destino que envolva visitas urbanas.

Situações comuns em viagens

E chegamos ao último motivo – mas não menos importante – de contratar o seguro viagem Tailândia: a proteção pode também evitar uma super dor de cabeça caso você tenha a bagagem extraviada.

Em uma viagem longa e demorada como essa, com conexões e paradas em outros lugares do mundo, sua mala tem mais chances de se perder no caminho. Você não quer chegar ao destino dos sonhos e ter a dor de cabeça de resolver isso com a companhia aérea, concorda?

Quais as coberturas recomendadas para o seguro viagem Tailândia?

Como as opções de planos disponíveis no mercado são inúmeras, é comum ficar confuso em relação à contratação. Para te auxiliar, listamos os itens que não podem faltar no seu seguro viagem Tailândia. Vamos lá!

Despesas médicas e hospitalares

Uma boa cobertura para despesas médicas e hospitalares (DMH) é um dos itens que não pode faltar num seguro viagem Tailândia. É ele, afinal, que vai assistir você em caso de qualquer acidente ou emergência. Quanto maior a cobertura, mais protegido você estará – e isso tanto para consultas como eventuais internações.

Para viajantes convencionais, indicamos que a cobertura mínima de 40 mil dólares. Já para idosos ou gestantes, o indicado é que a cobertura mínima seja de 60 mil dólares.

Despesas médicas para Covid

Como comentamos no início do artigo, o seguro viagem Tailândia agora é obrigatório e deve ter cobertura mínima de 20 mil dólares para despesas médicas para Covid. Isso, claro, valendo para todo o período da viagem com mais 10 dias, por precaução.

Para viajantes convencionais, o valor referente à exigência das autoridades locais é o recomendado. Em se tratando de viajantes excepcionais, que fazem parte do grupo de risco, sugerimos que a cobertura seja de 30 mil dólares.

Traslados e repatriação

Além de ser bem distante do Brasil, a Tailândia oferece muitos passeios a destinos afastados dos centros urbanos. Por isso, é importante tanto contar com a cobertura do traslado médico como do regresso sanitário.

Esse item vai garantir o transporte do segurado do local solicitado até o hospital mais próximo para ser atendido. Nesse caso, recomendamos uma cobertura a partir de 5 mil dólares.

Rua movimentada com feira de variedades ao anoitecer
O seguro viagem Tailândia é obrigatório e deve conter DMH por Covid

Já o regresso sanitário vai garantir o transporte do segurado até o seu destino de origem caso o voo comercial não seja uma opção – como no caso de acidentes mais graves. Como não existe um valor mínimo estabelecido para esse item, a nossa indicação de cobertura aqui é de 30 mil dólares.

Cobertura para a prática de esportes

Para aqueles viajantes com espírito mais aventureiro, sugerimos a contratação da cobertura para a prática de esportes. Acidentes podem acontecer a qualquer momento, mas as chances de precisar de cuidado médico aumentam ao mergulhar ou fazer trilhas.

Você pode pensar que esse tipo de cobertura está inclusa na DMH, mas nem sempre, há seguros que não cobrem acidentes pelo tipo de atividade ao ar livre que você pode encontrar na Tailândia.

Por isso, confirme se a cobertura em questão está incluída no plano que você quer contratar e garanta que a DMH para a prática de esportes seja de 60 mil dólares ou mais.

Seguro de bagagem extraviada 

Esse item você já sabe, pode evitar muita dor de cabeça. Viagens que incluem conexões e paradas em outros países antes da chegada ao destino sempre aumentam o risco de sua bagagem sumir de vista.

O seguro bagagem extraviada, portanto, previne dores de cabeça em caso de perda, roubo ou extravio de malas. A cobertura pode ser complementar ou suplementar e ajuda a cobrir os custos de repor os pertences perdidos com a mala.

Quanto custa o seguro viagem Tailândia?

Depende de muitos fatores, entre a duração da viagem e a cobertura contratada. Para ajudar a entender melhor, realiza uma cotação e separamos 4 planos que atendem as exigências do destino, pensando nas diferentes necessidades que podem constar na sua apólice.

A pesquisa foi realizada com base em uma viagem com duração de 10 dias para a Ásia, no dia 27 de abril, utilizando o comparador Seguro Viagem Pro.

CoberturaIntermac 60 Long Stay Inter Covid-19 Total30Affinity 60 Inter Promocional Covid-19 Platinum30TC 80 Mundo +Covid19AC 150 Mundo Covid-19
Despesas médicas e hospitalares (DMH)USD 60 milUSD 60 milUSD 80 milUSD 150 mil
DMH por CovidUSD 30 mil (Dentro do DMH)USD 30 milUSD 30 milUSD 30 mil (dentro da DMH)
Regresso sanitárioUSD 30 milUSD 30 milUSD 60 milUSD 60 mil
Traslado médicoUSD 30 milUSD 1.200USD 40 milUSD 5 mil
Cobertura médica para prática de esportesDentro da DMHDentro da DMHnãoDentro DMH (por evento)
Seguro bagagem extraviadaUSD 1 mil (suplementar)USD 800 (suplementar)USD 1.500 (suplementar)USD 1.200 (complementar)
ValorR$ 824,18 R$ 748,02 R$ 513,63 R$ 554,55

Não se esqueça que o destino exige 10 dias extras de seguro viagem, portanto, se você vai passar 10 dias na Tailândia, o valor que deve estimar para o seguro viagem é o dobro do apresentado, ou seja, 10 dias de viagem, mais 10 dias extras exigidos.

Qual o melhor seguro viagem para a Tailândia?

O melhor seguro viagem Tailândia é aquele que combina perfeitamente as suas necessidades básicas com seu estilo de viajante. Por se tratar de um destino que tem uma exigência bem específica, começamos por aí: seu seguro viagem precisa ter cobertura mínima de 20 mil dólares para despesas médicas com Covid.

Depois, vamos às necessidades básicas. O destino em questão é conhecido por cobrar caro por intervenções médicas, quaisquer que sejam. Diante disso, o item de despesas médicas e hospitalares torna-se o mais indicado após os requisitos básicos locais. Quanto maior a cobertura, mais você estará protegido.

Agora, falando de itens do seguro viagem Tailândia que estão mais relacionados ao seu estilo de viajante. Para os mais aventureiros, a cobertura para esportes é essencial, já que o destino é conhecido por seus passeios envolvendo mergulhos, caiaques, quadriciclos e muitos outros. Portanto, o seguro para a prática de esportes é essencial para viajar tranquilo.

Já sabe o que você considera essencial para você? Lembrando que, na hora de contratar o melhor seguro viagem Ásia, considere sempre se você faz parte de um grupo de demanda atenção especial, como idosos e gestantes.

Onde cotar o seguro viagem Tailândia?

Existem alguns comparadores de seguro viagem que nós do Seguro Viagem Pro indicamos. Por meio deles, você pode encontrar planos de várias seguradoras com diferentes vantagens e compará-los com facilidade.

Entre os comparadores disponíveis, recomendamos especialmente o Seguros Promo, nosso parceiro no comparador. São 11 seguradoras com planos que atendem todos os perfis de viajantes.

Também recomendamos a Real Seguro Viagem, ela apresenta planos com excelente custo-benefício para você ter uma viagem segura e com toda a assistência que pode vir a precisar.

Faça agora a cotação do Seguro Viagem

Em parceria com o Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o menor preço do mercado em seguro viagem. Cote e encontre as melhores opções de planos e seguradoras para sua viagem.

COTAR AGORA »

Recomendação Seguro Viagem Pro

Primeiramente, leve em consideração que seu plano deve atender à exigência de cobertura de DMH por Covid. Diante disso, todos os planos que selecionamos anteriormente atendem à premissa.

As despesas médicas por Covid tornam qualquer seguro viagem um pouco mais caro que o normal, mas é por uma boa razão: você não terá nenhum problema ao entrar no país e estará totalmente protegido.

Entre os seguros selecionados, o plano que oferece melhor custo-benefício para a maioria dos viajantes, é o TC 80 Mundo +Covid19 da seguradora Travel Care. O plano, tem uma boa cobertura para DMH e para Covid. Mas atenção, não atende perfis específicos como idosos, gestantes ou quem vai praticar esportes.

Para esses públicos específicos, a melhor opção é o AC 150 Mundo Covid-19, da Assist Card. Ele atende viajantes até os 74 anos, prática de esportes e gestantes dentro da DMH, que é a mais elevada entre os planos destacados.

Além disso, ambos os planos citados garantem valores mais altos na cobertura para traslado médico. Isso garante ainda mais tranquilidade para passeios mais distantes de grandes centros como Bangkok, por exemplo, a capital do país.

Ganhe desconto no seguro viagem

Compre o seu seguro viagem Tailândia por meio do nosso comparador ou no Seguros Promo e garanta até 10% de economia! Basta utilizar o nosso cupom exclusivo para leitores do Seguro Viagem Pro, SVP5, para garantir 5%. Complete os 10% optando pelo pagamento via boleto bancário ou PIX. Fácil, né?

Garanta sua proteção e viaje com segurança!

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Seguro Viagem Pro.
Dicas para sua viagem:
  • Quer internet no celular em todos os lugares?

    Com o chip internacional da America Chip, você se mantém conectado em todos os momentos da viagem, com internet ilimitada e cobertura em mais de 200 países.

  • Ainda não reservou os passeios para seu destino?

    Na Get Your Guide você reserva todos os passeios com antecedência. Compra ingressos, contrata tours e experiências locais sem se preocupar.

Compartilhe

Renata Losso

Paulistana de mão-cheia, Renata leva o multiculturalismo na bagagem e já morou na Espanha e em Santiago do Chile – onde descobriu que as empanadas chilenas são melhores que as argentinas, sem dúvida. Em São Paulo, estudou Jornalismo e Letras e diariamente conta com uma certeza e um aprendizado: é melhor sempre sair de casa com um caderninho, uma caneta e um livro recém-começado e, definitivamente, nada substitui uma boa experiência de carne e osso, por isso é sempre melhor prevenir-se. Se quiser saber um pouco mais sobre sua trajetória, conheça seu perfil no LinkedIn.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo