Europa

Quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem? Entenda aqui

São tantas as vantagens da dupla cidadania, que muita gente até se pergunta se quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem, entre outras obrigatoriedades que se aplicam ao viajante brasileiro.

COMPARADOR DE SEGURO VIAGEM

Faça agora a cotação e conheça as melhores opções de seguradoras e planos para a sua viagem. Encontre o melhor preço.

Para tirar essa dúvida, dedicamos este artigo a responder essa questão, explicando se o seguro viagem é de fato necessário, se o cartão de saúde europeu bastaria, como funciona na hora de passar na imigração e outros pontos importantes. Confira tudo isso e muito mais, explicado a seguir.

Afinal, quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem?

Essa pergunta pode ser respondida em duas etapas.

Para apenas entrar na União Europeia (UE) e viajar entre os países do continente, o seguro viagem não será necessário. Sua chegada, por ser cidadão de um país membro da UE, será facilitada e você terá os mesmos direitos de um europeu. É possível entrar no país, morar e trabalhar legalmente, por exemplo.

Agora, quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem ou então do Cartão Europeu de Saúde (CESD – Cartão Europeu de Seguro de Doença) caso necessite de atendimento médico na Europa.

O CESD dá acesso ao sistema público de saúde nos países da União Europeia no caso de estadas temporárias, em viagens a negócios ou mesmo a turismo. Para ter acesso a hospitais com os mesmos direitos de um cidadão europeu, entretanto, será preciso comprovar a residência em um estado-membro do bloco.

Portanto, quem tem residência permanente no Brasil e quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem para garantir o acesso à rede médica de qualidade em urgências e emergências – entre outros benefícios que mostraremos a seguir.

O seguro viagem Europa é sempre recomendado

Então, recapitulando: quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem apenas caso precise de atendimento médico, o documento não será exigido na entrada ao chegar na Europa. Contudo, o seguro viagem é altamente recomendável para todos os viajantes, independente se tem ou não uma cidadania europeia. Nada de viajar sem seguro!

Isso porque o seguro viagem garante o atendimento médico em um momento crítico, de urgência e emergência, sem a burocracia de apresentar outros documentos que comprovem seus direitos. Sem contar outros serviços básicos que o seguro viagem oferece, relacionados a segurança e bem-estar em um país no exterior.

Lembre-se de que um cidadão brasileiro sem passaporte europeu vai precisar apresentar, obrigatoriamente, um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros para despesas médicas e hospitalares – também conhecido como Seguro Schengen.

Quando o seguro viagem para outros destinos é necessário?

Ainda que você tenha residência na Europa e tenha um passaporte europeu, terá que atender às exigências de países em que o seguro viagem é obrigatório.

  • Cuba e Venezuela verificam na entrada se o viajante possui um seguro válido. A cobertura mínima deve ser de 10 mil dólares em Cuba, enquanto na Venezuela deve ser de pelo menos 40 mil dólares, incluindo repatriação médica;
  • Na Austrália, o seguro viagem é obrigatório para quem deseja estudar no país. O Overseas Student Health Cover confere o acesso ao sistema público de saúde. Veja mais informações no artigo sobre seguro viagem para intercâmbio na Austrália;
  • E quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem nos demais destinos, ainda que não seja obrigatório, para ter a certeza de poder contar com atendimento médico e todo o apoio para arcar com as despesas. É o caso de quem viaja para os Estados Unidos e a Inglaterra, onde terá acesso apenas ao serviço particular, que são bem conhecidos pelos custos elevados em internação, cirurgias e mesmo procedimentos mais simples.

Veja a lista de países onde não há atendimento médico público.

Como será a entrada na Europa?

Quem possui passaporte europeu entra de forma facilitada no continente. Na imigração, basta procurar a fila para cidadãos da União Europeia e, normalmente, nenhum documento adicional é cobrado, como comprovante de renda, de local para se hospedar, passagem aérea de volta e outros papéis. O cidadão europeu está isento da exigência de seguro obrigatório com cobertura mínima de 30 mil euros.

Já os brasileiros, por sua vez, devem apresentar esta comprovação caso seja solicitado pelo agente de imigração, para ingressar na maioria dos países europeus.

Quem tem o passaporte europeu precisa de seguro viagem

Já estou no exterior, posso contratar seguro viagem? Saiba se as empresas atendem a essa solicitação.

Preciso ter o Cartão Europeu de Saúde?

O CESD – Cartão Europeu de Seguro de Doença é indicado especificamente para quem vive na Europa e viaja entre os países onde o cartão é válido. Claro que, em uma situação de emergência e urgência, o atendimento não será negado a quem tem a dupla cidadania. Mas é bem provável que seja necessário pagar pelo tratamento. O valor em euros pode ser muito elevado caso sejam realizados procedimentos mais complexos e internação. Se for em um hospital particular, pode se preparar para pagar mais ainda.

Mas posso fazer o Cartão Europeu de Saúde quando chegar na Europa? Sim, mas não é tão simples. Primeiro, ele precisa ser solicitado no país da sua cidadania; segundo, você deverá residir legalmente na União Europeia e estar coberto por um regime de segurança social estatal. Afinal, o acesso a serviços públicos na Europa se dá pelo exercício da cidadania e a contribuição ao país por meio do pagamento de impostos.

Deste modo, quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem porque seria demorado ou inviável solicitar o Cartão Europeu de Saúde.

O que o Cartão Europeu de Saúde garante?

Suponhamos que você possua dupla cidadania, já tenha o Cartão Europeu de Saúde e resida em algum país da União Europeia. Neste caso, poderá utilizar o sistema público de saúde de outros países-membros.

Esse documento é uma garantia de que você terá os mesmos direitos que um morador local. Portanto, se a consulta em um hospital público for paga – como é comum na Europa –, você deverá pagar o mesmo valor. Ao contrário de países como o Brasil, em que o sistema público de saúde é gratuito e para todos, na Europa os hospitais de governos e estados cobram pelos procedimentos, ainda que seja um valor simbólico aos cidadãos.

E o que ele não cobre?

Ainda que você tenha o Cartão Europeu de Saúde e cumpra todos os requisitos para utilizá-lo, é importante ter em mente que quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem. Isso porque o seguro cobre despesas essenciais além do atendimento médico em urgências e emergências, como:

  • Atendimento inicial por telefone em português;
  • Acesso a hospitais particulares, exames, internação e cirurgia em caso de emergência, com tudo pago até o limite contratado no seguro viagem;
  • Auxílio farmácia;
  • Atendimento odontológico;
  • Repatriação sanitária;
  • Traslado médico;
  • Traslado de corpo em caso de morte;
  • Despesas por atraso ou cancelamento de voo;
  • Passagem para um familiar acompanhar o viajante hospitalizado;
  • Auxílio financeiro em caso de bagagem extraviada;
  • Todo o suporte em caso de documentos roubados ou perdidos;
  • Auxílio jurídico;
  • Indenização em caso de morte ou invalidez.

Exemplos de seguro viagem para a Europa

Como você percebeu, quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem sim – e quem não tem, mais ainda! É necessário cumprir a exigência de um seguro que cubra pelo menos 30 mil euros de despesas médicas e hospitalares, nos países que integram o Tratado de Schegen.

Mas não se preocupe, pois ele custa menos do que você imagina e há várias opções que se encaixam nos diversos orçamentos. Veja alguns exemplos de planos mais completos e básicos que podem ser boas opções para você.

Opções de seguro viagem básicos

Para quem quer economizar, sem deixar de cumprir os requisitos obrigatórios na viagem à Europa, aliando custo e benefício.

TA 35 EURO MUNDO (exceto EUA) ITA 40 SMART US+ Intermac EURO 40 (Exceto EUA)
Despesa Médica Hospitalar Total EUR35 mil USD40 mil EUR40 mil
Cobertura Farmacêutica (por reembolso) EUR250 USD250 EUR400
Regresso Sanitário EUR15 mil USD10 mil EUR40 mil
Garantia de Viagem de Regresso EUR500 EUR1.500
Seguro de bagagem extraviada EUR1.200 Complementar USD1.200 EUR500 Suplementar
Valor R$106,24 R$138,95 R$174,89

*Cotações realizadas no dia 28 de julho de 2020, para uma viagem à Europa no período entre 1 e 10 de dezembro de 2020, utilizando nosso comparador de seguros viagem.

Seguros viagem completos

Se for possível investir mais na segurança e em apólices com maior número de itens, escolha planos mais robustos. Esse conselho vale especialmente para viajantes que precisam de atenção extra com a saúde.

Lembre-se sempre de avaliar todos os itens oferecidos em apólice e certifique-se de que o plano atende às suas necessidades individuais, como no caso de gestantes, idosos, pessoas com doenças preexistentes ou quem vai praticar esportes.

Affinity 150 Mundo Assist Card 150 Mundo Intermac 150 Ouro
Despesa Médica Hospitalar Total USD150 mil USD150 mil USD150 mil
Cobertura Farmacêutica (por reembolso) USD850 USD1 mil USD3 mil
Regresso Sanitário USD50 mil USD60 mil USD40 mil
Garantia de Viagem de Regresso USD2.500 USD1.200 Classe Econômica
Seguro de bagagem extraviada USD1.200 Complementar USD1.200 Complementar USD1 mil Suplementar
Valor R$228,73 R$264,58 R$265,59

*Cotações realizadas no dia 28 de julho de 2020, para uma viagem à Europa no período entre 1 e 10 de dezembro de 2020, utilizando nosso comparador de seguros viagem.

Onde contratar?

Conforme mostramos, quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem e pode contar com várias opções para escolher o que melhor se adequa às suas necessidades e expectativas.

Para quem tem ou não tem dupla cidadania e deseja um seguro confiável, a sugestão é utilizar o nosso comparador de seguros viagem. Ele é um simulador de seguro viagem que pesquisa simultaneamente em várias empresas renomadas no mercado e apresenta os resultados de acordo com o melhor custo-benefício.

Você consegue, ainda, comparar até 4 planos de uma vez. Isso facilita e muito a leitura de todas as opções e permite uma escolha mais precisa. A contratação é feita ali mesmo, em segundos.

Também indicamos cotar no nosso parceiro Seguros Promo, especializado em seguro viagem e com grande credibilidade no mercado, disponibilizando também o recurso de comparar até 4 apólices em uma mesma tela.

Tenho escala em um país da Europa, preciso de seguro viagem? Uma dúvida fundamental que respondemos neste artigo.

Recomendação Seguro Viagem

Nossa recomendação, portanto, é que quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem de fato. Até mesmo o Itamaraty ressalta a necessidade de contratar essa proteção, que facilita todos os trâmites caso seja necessário buscar consultas médicas, internações e translado no caso de problemas de saúde. Caso contrário, todo o processo deverá ser feito pelo próprio viajante, bem como o pagamento integral de todas as despesas.

Outro ponto fundamental é que o seguro viagem pode ser contratado de acordo com as necessidades de cada viajante. É muito importante contar com este suporte e outros tantos recursos disponíveis que só o seguro viagem disponibiliza, por um valor bem econômico. Alguns, como mostramos, custam menos de R$11 por dia de viagem.

Faça agora a cotação do Seguro Viagem.

Em parceria com o Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o menor preço do mercado em seguro viagem. Cote e encontre as melhores opções de planos e seguradoras para sua viagem.

COTAR AGORA »

Desconto no seu próximo seguro viagem

Vimos que quem tem passaporte europeu precisa de seguro viagem e quem não tem, mais ainda. Mas a boa notícia é que você pode contar com a economia do nosso comparador de seguros viagem ou do nosso parceiro Seguros Promo, além de um desconto exclusivo válido nestas duas plataformas.

É bem simples. Basta digitar SVP5 no campo Cupom de Desconto, na etapa final da compra, para receber 5% de desconto imediatamente. Para ganhar mais 5%, totalizando uma redução de 10% no valor final, selecione a opção de pagamento com boleto bancário. Agora é só planejar sua próxima viagem e aproveitar!

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Seguro Viagem Pro.
Compartilhe

Luciana Andrade

Luciana Andrade é jornalista, doutora em história, cursa especialização em marketing digital e não cansa de aprender coisas novas. À frente da Flows Conteúdo & Comunicação, escreve para diversos sites e clientes corporativos. Já morou em cinco cidades - no Brasil e na França - e está sempre planejando a próxima viagem.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo