CoberturasSeguro Viagem

Seguro viagem é obrigatório? Conheça os destinos que exigem em 2022

Tem uma viagem planejada? Que maravilha! Mas atenção, antes de embarcar você precisa descobrir se o seguro viagem é obrigatório para permanecer no seu destino final. Para não ser pego de surpresa e enfrentar uma saia justa com o risco de ser enviado de volta para casa, indicamos que pesquise se o país para onde está indo exige algum tipo de cobertura. Neste artigo apresentamos todos os destinos que exigem a proteção e as circunstâncias nas quais ela é exigida. Confira.

O seguro viagem é obrigatório?

A resposta para essa questão é simples: depende do destino. Como as regras variam de acordo com as exigências do país onde o viajante pretende entrar, o ideal é pesquisar com antecedência para contratar a proteção.

Para ajudar você nesta busca, apresentamos todos os países que exigem o seguro viagem.

Seguro viagem obrigatório para o Tratado Schengen

Se o seu destino final é o Espaço Schengen, saiba que contratar um seguro viagem Europa é obrigatório em todos os 26 países signatários do acordo.

Os países que compõem essa lista e exigem seguro viagem são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Liechtenstein, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Exigências de cobertura

Todos os países que assinaram o Tratado Schengen exigem que o viajante que queira ingressar no território possua um seguro viagem com cobertura mínima de despesas médicas e hospitalares (DMH) no valor de 30 mil euros. O seguro, além de cobrir esse tipo de despesa, também deve atuar em casos de repatriação sanitária e médica.

Ao entrar no Espaço Schengen, o serviço de imigração na entrada do país pode exigir o documento que comprove a proteção. Atenção, o seguro precisa cobrir todo o período que estiver no Espaço Schengen.

É possível que não peçam para verificar os documentos, mas também pode ser questionado e, se não tiver com um comprovante em mãos, a sua viagem tem grandes chances de ser interrompida.

Quanto custa o seguro?

Os custos do seguro viagem variam de acordo com a cobertura contratada, assim como o número de dias que ficará em viagem. Para ajudar você a compreender melhor os custos, realizamos uma cotação no comparador do Seguro Viagem Pro. Ela foi realizada no dia 22 de abril de 2022 para uma viagem de 10 dias com destino a Europa. Apresentamos dois planos mais básicos e outros mais completos.

CoberturasITA 40 Smart MuntoIntermac 60 Prata InterGTA Euromax 75 + Covid-19 Plus 10AC 150 Mundo Covid-19
Despesas médicas e hospitalares (DMH)USD 40 milUSD 60 milUSD 75 milUSD 150 mil
DMH por Covid 19nãonãoUSD 10 milUSD 30 mil
Regresso sanitárioUSD 10 milUSD 40 milUSD 40 milUSD 60 mil
Seguro bagagem extraviadaUSD 1.200 (complementar)USD 500 (suplementar)USD 1.200  (complementar)USD 1.200  (complementar)
ValoresR$ 136,80R$ 268,09R$ 492,96R$ 527,28

Seguro viagem obrigatório para Cuba

Assim como os países signatários do Tratado Schengen (Europa), Cuba também exige que os seus visitantes possuam um seguro viagem obrigatório. A decisão do país foi tomada em 2010, desde então os viajantes precisam garantir que têm proteção ao entrarem em território cubano.

Uma curiosidade: sabia que inclusive os cubanos que residem em outro país precisam ter seguro – independente do motivo da viagem – quando regressam a Cuba? O motivo é simples: como o atendimento médico e odontológico é inteiramente gratuito para os residentes da ilha, os cubanos que vivem fora e os estrangeiros que visitam o país precisam garantir que os seus custos serão cobertos individualmente, e não pelo Estado.

Exigências de cobertura

O limite mínimo do seguro viagem exigido em Cuba é de 10 mil dólares para DMH e a mesma deve conter cobertura para Covid-19. Além disso, em casos de viagens emergenciais de retorno, a cobertura deve ser de 10 mil dólares.

O seguro viagem é obrigatório para viajar para muitos países
É importante verificar as regras do país de destino para saber se o seguro viagem é obrigatório

Antes de contratar um seguro viagem Cuba, saiba que pode escolher entre comprar um seguro de uma empresa privada ou pode adquirir um pela seguradora estatal cubana Asistur (nesse caso é possível contratar online ou quando chegar no aeroporto). Se optar pelo serviço da estatal recomendamos que contrate online porque se contar com o atendimento ao chegar no aeroporto, dependendo do horário, pode enfrentar uma enorme fila.

Caso opte por uma empresa privada, é preciso garantir que a seguradora seja reconhecida pelo governo cubano.

Quanto custa o seguro?

Os valores do seguro viagem Cuba também variam de acordo com a cobertura e o tempo que irá permanecer no exterior. Assim, realizamos uma cotação no nosso comparador do Seguro Viagem Pro no dia 22 de abril de 2022 com base numa viagem com duração de 10 dias com destino a Cuba – pesquisamos por América Central.

CoberturasAffinity 15 Covid-19 Silver 5Travel Assist 30 América Latina Covid-19 AC 60 Mundo Covid-19TC 80 Mundo + Covid-19
Despesas médicas e hospitalares (DMH)USD 15 milUSD 30 milUSD 60 milUSD 80 mil
DMH por Covid 19USD 5 milUSD 10 milUSD 30 mil (dentro do DMH)USD 30 mil
Regresso sanitárioUSD 15 milUSD 20 milUSD 40 milUSD 60 mil
Seguro bagagem extraviadaUSD 1 mil (suplementar)USD 400 (suplementar)USD 1.200 (complementar)USD 1.500 (complementar)
ValoresR$ 212,11R$ 101,66R$ 448,19R$ 487,31

Seguro Viagem obrigatório para o Equador

As viagens para o Equador realizadas até maio de 2018 não exigiam qualquer tipo de seguro viagem. A regra, entretanto, mudou, e a partir de então os seguros passaram a ser cobrados de todos os viajantes que visitam o país sul-americano.

O seguro viagem Equador é uma forma do país se proteger de gastos públicos com a saúde dos turistas.

Exigências de cobertura

Apesar de haver a cobrança de um seguro viagem, não há, no entanto, um valor mínimo, apenas é exigido na entrada do país que o turista apresente o comprovante de que possui um seguro.

De toda forma, nós indicamos que um seguro para quem tem o Equador como destino final ofereça uma cobertura de, pelo menos, 30 mil dólares para despesas médicas e hospitalares.

Quanto custa o seguro

Os valores para o seguro viagem Equador variam de acordo com a proteção escolhida. Assim, realizamos uma cotação no comparador do Seguro Viagem Pro 22 de abril de 2022 para uma viagem de 10 dias com destino ao Equador – indicado pela cotação para a América do Sul. Confira dois planos básicos e dois completos:

 BásicoBásicoCompletoCompleto
CoberturasCoris 30 Basic +Covid19AC 35 MundoAffinity 60 Latam Covid-19 Silver 10UA 150 Mundo Covid-19
Despesas médicas e hospitalaresUSD 30 milUSD 35 milUSD 60 milUSD 150 mil
Despesas médicas e hospitalares Covid 19USD 10 milNãoUSD 10 milUSD 30 mil
Regresso sanitárioUSD 50 milUSD 30 milUSD 30 milUSD 80 mil
Seguro bagagem extraviadaUSD 1 milUSD 1.200 (complementar)USD 800 (suplementar)USD 1.500 (suplementar)
ValoresR$ 189,01R$ 226,73R$ 361,36R$ 557,71

Seguro viagem obrigatório para a Venezuela

Até 2013 não era obrigatório possuir um seguro viagem para entrar na Venezuela. Mas as regras mudaram e, desde então, o Ministério do Turismo passou a exigir que se apresente um comprovante de que está coberto para entrar no país. Além disso, o país também exige o Certificado Internacional de Vacina.

Antes de contratar um seguro viagem Venezuela esteja atento porque nem todas as empresas oferecem uma cobertura completa devido às singularidades sociais e políticas do país.

Exigências de cobertura

Desde 2013 a Venezuela exige que os turistas devem arcar com os próprios custos caso tenham uma emergência de saúde.

Os valores mínimos de cobertura estipulados pelo governo são: USD 40 mil para despesas médicas e hospitalares e USD 1.000 para seguro bagagem.

Quanto custa o seguro

Para apresentar valores e planos variados, destacamos dois planos básicos e dois planos completos. A cotação foi realizada no comparador do Seguro Viagem Pro no dia 22 de abril de 2022 tendo em conta uma viagem de 10 dias para a Venezuela – América do Sul.

CoberturasIntermac 60 Prata América LatinaUA 40 MundoAssist SV 60 Latam Covid-19 10AC 60 Mundo Covid-19
Despesas médicas e hospitalaresUSD 60 milUSD 40 milUSD 60 milUSD 60 mil
Despesas médicas e hospitalares Covid 19NãoNãoUSD 10 milUSD 30 mil
Regresso sanitárioUSD 40 milUSD 60 milUSD 60 milUSD 40 mil
Seguro bagagem extraviadaUSD 500 (suplementar)USD 1.300 (suplementar)USD 1.200 mil (complementar)USD 1.200 mil (complementar)
ValoresR$ 234,58R$ 236,77R$ 358,28R$ 448,19

Seguro viagem obrigatório para estudantes

Se você pretende estudar fora fique atento, pois muitos destinos como os países europeus que assinaram o Tratado Schengen e a Austrália exigem que o aluno tenha seguro viagem. Garanta que cumpre o que é exigido para não enfrentar problemas de última hora.

Austrália

O seguro viagem para intercâmbio na Austrália é obrigatório com cobertura de despesas médicas e hospitalares de, no mínimo, 50 mil dólares.

Quem vai passar mais de três meses no país estudando precisa de um visto e para que ele seja emitido é preciso que tenha um seguro saúde conhecido como OSHC (Overseas Student Health Cover).

O OSHC oferece uma cobertura básica, que garante um atendimento em casos de consultas médicas e internações hospitalares, por exemplo. No entanto, se puder investir em um seguro viagem mais amplo é o ideal.

Irlanda

A Irlanda é conhecida por ser um dos destinos favoritos dos estudantes brasileiros. Se tiver com uma viagem desse tipo nos seus planos saiba que o seguro viagem para intercâmbio na Irlanda é obrigatório.

Todos os visitantes que pretendem passar mais de 90 dias no país tem a obrigação de possuírem um seguro viagem que cubra situações de emergência (atendimentos médicos, hospitalares, eventuais acidentes).

Se preferir optar por uma empresa privada – desde 2011 o governo irlandês aceita que as seguradoras com sede no país ofereçam esse serviço – lembre-se de garantir que a cobertura mínima deve ser de 25 mil euros.

Idealmente recomendamos um seguro com um valor um pouco mais alto, de 30 mil euros, assim também garante que será atendido pelos países que assinaram o Tratado de Schengen. Se puder investir um pouco mais, indicamos um seguro viagem com valor mínimo de cobertura de 60 mil euros, assim estará super protegido na maior parte dos incidentes.

Para ficar ainda mais tranquilo, garanta que o plano escolhido oferece também cobertura odontológica, regresso sanitário, translado de corpo e pagamento de indenização em caso de bagagem extraviada.

Seguro viagem Covid obrigatório

Diante da pandemia e com a reabertura gradual das fronteiras para os turistas, muitos países passaram o seguro viagem Covid-19 como obrigatório.

Argentina

A Argentina que antes da pandemia apenas recomendava o seguro viagem, tornou o documento obrigatório para todos os turistas e uma das coberturas exigidas é a DMH por Covid-19. Apesar do governo argentino não estipular um valor mínimo para nenhuma cobertura, nossa recomendação é que o seu seguro viagem Argentina tenha ao menos USD 25 mil para DMH geral e USD 10 mil para DMH por Covid-19. 

Chile

O Chile foi outro país que mudou as suas regras de imigração para receber os turistas que visitam o país. O seguro viagem Chile passou a ser obrigatório. Diferente da Argentina, seu país vizinho, o governo chileno estipula que a cobertura mínima deve ser de USD 30 mil para DMH e a mesma deve incluir a DMH para Covid-19 e repatriamento.

Organização de bagagem de mão
Em decorrência da pandemia, muitos países tornaram o seguro viagem Covid obrigatório

Uruguai

Seguindo o exemplo dos seus países vizinhos, o Uruguai também tornou obrigatório a apresentação do seguro viagem. No site do governo, não há indicação de valor mínimo, mas recomendamos que ao contratar o seguro viagem Uruguai considere uma cobertura mínima para DHM de USD 30 mil e incluir a DMH por Covid-19.

Outros países na América Latina que exigem a proteção

Segundo a lista divulgada em abril de 2022 pelo Viagem e Turismo, os outros países que passaram a exigir o seguro viagem Covid-19 como obrigatório são:

  • Costa Rica;
  • Ilhas Cayman;
  • Ilha de São Martinho: seguro de viagem obrigatório contratado do governo com cobertura para Covid-19;
  • Ilha Turks e Caicos.

Países na Ásia que exigem o seguro viagem

Na Ásia, os países que exigem o seguro com cobertura para Covid, são:

  • Indonésia: DMH de, pelo menos, USD 25 mil com cobertura para Covid-19;
  • Singapura;
  • Tailândia: DMH de, pelo menos, USD 20 mil com cobertura para Covid-19;
  • Vietnã: cobertura de, pelo menos, USD 10 mil para Covid-19;
  • Camboja;
  • Myanmar;
  • Singapura: DMH de, pelo menos, USD 30 mil com cobertura para Covid-19.

Outros países que exigem a proteção

Outros países que exigem a proteção:

  • Israel;
  • Jordânia;
  • Ucrânia;
  • Seychelles.

Onde cotar o seguro viagem obrigatório?

Se você tem uma viagem marcada pesquisar é a melhor forma de encontrar o seguro viagem ideal que se enquadra nas exigências do destino. Assim, os comparadores de seguro viagem são importantes aliados nessa pesquisa.

Entre os comparadores, além do nosso, recomendamos o Seguros Promo, nosso parceiro. Ele apresenta uma ampla variedade de planos e seguradoras, com opções para todos os perfis de viajantes. Além de encontrar uma ampla variedade de planos, também é possível comparar até 4 opções simultaneamente e analisar as coberturas oferecidas.

Também recomendamos a Real Seguro Viagem e a Compara Online. Todos são confiáveis e disponibilizam boas opções de seguradoras e planos.

Recomendação Seguro Viagem Pro

Nossa primeira indicação é que pesquise se o seguro viagem é obrigatório no seu destino. Uma série de países cobram que os visitantes apresentem já na imigração o comprovante de que estarão cobertos nos dias em que estiverem no destino.

Esteja atento para descobrir quais são as coberturas mínimas exigidas no lugar aonde vai. Alguns países pedem coberturas mínimas de 10 mil dólares, caso de Cuba, enquanto outros demandam um valor mais alto, para países europeus que estão no Tratado de Schengen o valor é de 30 mil euros em despesas médicas e hospitalares. Há ainda países como o Equador, que exigem um seguro viagem, mas não apresentam um valor mínimo. Por isso o primeiro passo é descobrir quais são as exigências para contratar algo que cubra o solicitado.

Se puder fazer um seguro viagem mais completo do que o inicialmente exigido, indicamos que invista em um plano que tenha uma boa cobertura das despesas médicas e hospitalares (quanto maior for esse valor mais seguro você estará).

Preste ainda mais atenção se fizer parte de um grupo específico (gestante, idoso ou praticante de esportes) e observe atentamente a apólice para ter a certeza que estará coberto em diferentes situações. Nos dias de hoje também recomendamos que o plano escolhido ofereça cobertura para Covid-19. Nem todo seguro viagem oferece essa cobertura, mas indicamos fortemente que invista um pouco a mais para estar protegido tanto em termos de exames como de possíveis internações.

Ganhe desconto no seguro viagem

Agora que já sabe um pouco mais sobre alguns dos destinos que exigem seguro viagem, quer ter uma boa notícia? Ao usar o nosso comparador do Seguro Viagem Pro você pode contar com um desconto final no valor de 10%! Sim, é bom ter 10% de desconto numa compra, não é?

Para ter acesso ao desconto basta marcar a opção de pagamento boleto bancário (que garante 5% de desconto) e depois inclua o código de desconto SVP5 para garantir mais 5% de abatimento. Como os valores se somam, você terá acesso final a 10% de desconto!

Dicas para sua viagem:
  • Ainda não contratou o seguro viagem?

    No Seguros Promo você encontra planos de seguro viagem para todos os destinos. São mais de 10 seguradoras disponíveis com os melhores preços.

  • Quer internet no celular em todos os lugares?

    Com o chip internacional da America Chip, você se mantém conectado em todos os momentos da viagem, com internet ilimitada e cobertura em mais de 200 países.

  • Quer viajar sem se preocupar em trocar dinheiro?

    Com o cartão Wise você pode viajar para mais de 80 países e pagar todas as despesas com o melhor câmbio e as menores taxas.

Compartilhe

Rebeca Leite

Rebeca é formada em Letras e ama viajar! Nascida no Rio de Janeiro, atualmente mora em Lisboa e trabalha, desde 2018, com produção de conteúdos. Para aprimorar os seus conhecimentos, fez uma especialização em marketing digital e uma pós-graduação em storytelling. Por ser uma brasileira com eternas saudades de casa, adora escrever para outros brasileiros e quer, de alguma forma, facilitar a vida de quem, assim como ela, tem o sonho de conhecer o mundo. Desde fevereiro de 2021, topou o desafio de escrever para a área de seguro viagem ajudando a proteger as viagens de outras pessoas além das delas. Produzir conteúdos sobre seguro viagem é uma forma de conhecer novos destinos, aprender sobre os riscos envolvidos nas aventuras e medir os custos para resolução de problemas. E é também uma forma de ter sempre planos para as próximas férias! Se quiser saber mais sobre a sua trajetória conheça o perfil de Rebeca no Linkedin.

Lívia Tostes

Lívia Tostes é jornalista e vive em Portugal desde 2018. A sua maior motivação é conhecer novas culturas através de viagens. Atualmente, 17 países e 47 cidades fazem parte do seu diário de viajante. Durante as aventuras de explorar o mundo, já precisou acionar o seguro viagem muitas vezes e das quais teve boas e más experiências. Contudo, uma coisa é certa para ela: mesmo tendo uma má experiência, é o seguro viagem que lhe oferece o suporte necessário para a resolução de imprevistos quando se está longe de casa. Independente do destino, ela nunca viaja sem ele.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo