CoberturasSeguro Viagem

Seguro viagem cobre coronavírus? Entenda como funciona

Muito tem se falado sobre o coronavírus, uma doença surgida na China, que ataca o sistema respiratório e que tem assustado o mundo todo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já declarou a doença como uma pandemia, com um plano de vigilância e contenção de casos suspeitos. Sempre recomendamos que viajem com um seguro viagem adequado para seu perfil e destino. Mas seguro viagem cobre coronavírus?

COMPARADOR DE SEGURO VIAGEM

Faça agora a cotação e conheça as melhores opções de seguradoras e planos para a sua viagem. Encontre o melhor preço.

Seguro viagem cobre coronavírus?

Epidemias ou pandemias declaradas por um órgão competente são riscos excluídos do seguro viagem. Portanto, como é uma pandemia, ou seja, está presente em todos os continentes, o coronavírus não está coberto pelo seguro viagem.

Entretanto, conforme informação divulgada pelo Seguros Promo, as maioria das seguradoras cobrem o paciente até o momento da confirmação da doença. Desta forma, em caso de suspeita durante a viagem, o segurado deve acionar a seguradora para o encaminhamento médico, caso a doença seja descartada, o seguro deve cobrir todo o tratamento.

Caso seja confirmada a infecção pelo Covid-19, apenas a partir da confirmação é que não há mais a cobertura. Ou seja, o tratamento do coronavírus não é coberto pela seguradora.

Como funciona a cobertura em caso de pandemias e epidemias?

Como adiantamos, epidemias e pandemias são tratadas como riscos excluídos nos seguros de viagem, não sendo, portanto, a seguradora obrigada a fornecer atendimento nesses casos.

De qualquer forma, de acordo com informações do Seguros Promo, algumas recomendações são passadas aos passageiros que buscam se precaver. Segundo o site, mesmo não sendo garantida a cobertura, se o passageiro identificar algum sintoma de pandemia e epidemia, como o coronavírus, o ideal é que entre em contato com a seguradora contratada para obter informações.

Quais seguradoras cobrem a situação?

De acordo com um comunicado feito pelo Seguros Promo, todas as seguradoras cobrem o atendimento inicial em caso de suspeita da doença, na sequência da confirmação da infecção por coronavírus, o seguro viagem não cobre o tratamento ou internação. Como vimos, epidemias e pandemias são tratadas como riscos excluídos nos seguros de viagem.

A exceção é a Assit Card, a seguradora divulgou em seu site e redes sociais que cobre a doença, mesmo em casos confirmados. Vale destacar que, em caso de confirmação, as demais coberturas da apólice perdem a validade e apenas se mantêm a cobertura médica.

A Ciclic também disponibilizou informação de que, mesmo com o diagnóstico, a seguradora continua cobrindo o coronavírus.

As seguradoras Travel Ace e Intermac também se manifestaram sobre a cobertura. Segundo informação divulgada em comunicado, ambas afirmam que após a confirmação da doença serão seguidos os protocolos da autoridade de saúde competente do país no qual o viajante estiver. No caso da Intermac, a seguradora esclarece ainda que, após a confirmação da doença, a cobertura da DMH não é mais válida.

Por isso, antes de contratar seu plano, é sempre muito importante ler com atenção e entender a apólice de seguro viagem e entrar em contato com a seguradora, caso se sinta mais seguro.

O que fazer em caso de suspeita durante a viagem?

Você deve entrar em contato imediatamente com o seguro viagem. Evite contato direto com as pessoas e ao espirrar ou tossir cubra a boca para evitar que as gotículas da saliva se espalhem. Caso não receba orientação, deve se deslocar até o hospital mais próximo.

De acordo com o Ministério da Saúde, os casos suspeitos devem ser mantidos em isolamento enquanto existirem sinais e sintomas clínicos. Casos descartados laboratorialmente, independentemente dos sintomas, podem ser retirados do isolamento.

Em quais situações devo adiar a viagem?

Atualmente, a melhor solução é adiar sua viagem, independente do destino. O número de casos tem crescido na maioria dos países, especialmente na Europa e Américas.

A presença do coronavírus na Europa também tem crescido e a União Europeia fechou as fronteiras do continente. Na prática, isso significa que você só pode viajar para algum dos países que fazem parte do bloco, se tiver um motivo realmente importante ou for cidadão e estiver retornando. Fora isso, a entrada de visitantes não é permitida.

Para outros destinos, verifique antes as condições do país, número de casos registrados e o que diz o governo local sobre a situação. É possível se proteger da doença com alguns cuidados, mas o excesso de exposição pode ser um risco para sua saúde e as demais pessoas que convivem com você.

Cancelar ou remarcar?

Já estava tudo pronto e você está impedido de viajar? A maioria das companhias aéreas está permitido a remarcação das passagens ou, ainda, o crédito do valor pago. Na prática, significa que você recebe o valor pago pela passagem em bônus na companhia aérea e pode usá-lo no futuro.

O mesmo acontece com o seguro viagem, o Seguros Promo oferece a possibilidade de remarcação das datas, caso você já tenha definido um novo momento para sua viagem. Caso ela esteja em stand by, você pode ficar com o bônus, assim como nas companhias aéreas e, quando definir uma nova data para sua viagem deve informação para o Seguros Promo.

Por isso, se você está em dúvida sobre cancelar ou remarcar sua viagem, recomendamos sempre que você remarque, não se esqueça que assim como a China e outros países asiáticos conseguiram controlar a doença, o restante do mundo também vai. 2020 está só no começo e o segundo semestre pode ser um bom momento para colocar seus planos em prática.

Seguro viagem cobre o cancelamento da viagem nesses casos?

Não, tendo em vista que epidemias e pandemias são riscos excluídos das apólices de seguro viagem, não estão entre os motivos de cancelamento de viagem cobertos pelas seguradoras.

O que é o coronavírus?

De acordo com o Ministério da Saúde, coronavírus é uma família de vírus responsáveis por causar infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (Covid-19) foi descoberto em 31 de dezembro de 2019 depois de casos registrados na China.

Quais são os sintomas da doença?

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, os sinais e sintomas clínicos do novo coronavírus são principalmente respiratórios, parecidos com um resfriado, podendo, ainda, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias.

Os principais são sintomas são:

  • Febre;
  • Tosse seca;
  • Dificuldade para respirar.

Além disso, o infectado pode apresentar também dor de cabeça, cansaço e dor muscular.

Os sintomas podem aparecer até 14 dias após contrair a doença, sendo mais comum que apareça no quinto dia. Por outro lado, existem muitas pessoas assintomáticas. Portanto, se você viajou recentemente para algum país afetado, busque orientação médica antes de retomas as atividades rotineiras.

Faça agora a cotação do Seguro Viagem.

Em parceria com o Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o menor preço do mercado em seguro viagem. Cote e encontre as melhores opções de planos e seguradoras para sua viagem.

COTAR AGORA »

Recomendação Seguro Viagem Pro

Nós do Seguro Viagem Pro recomendamos que você siga as orientações do Ministério da Saúde. Se você chegou da China, Itália ou outro país atingido pela situação e está apresentando febre e sintomas respiratórios, procure o serviço de saúde mais próximo.

Além disso, se tem viagem marcada verifique as condições para remarcar ou cancelar viagem por causa do coronavírus. Só viaje para os países mais atingidos em casos de extrema necessidade até que a situação se normalize. Caso contrário, remarque a viagem para um momento mais oportuno.

Mesmo com as restrições de pandemias, epidemias e outras, ainda vale muito a pena contratar seguro viagem, tendo em vista que a contaminação por coronavírus não é o único risco que você corre em uma viagem para a Ásia.

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Seguro Viagem Pro.
Compartilhe

Carolina Carvalho

Carolina é brasileira com cidadania portuguesa, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Foi atleta profissional de natação, conheceu diversos países por meio das competições e agora continua viajando pelo mundo. Trabalha com a produção e a edição de conteúdos para mídias ligadas ao setor de turismo e ao ramo de seguros de viagens.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo