CoberturasSeguro Viagem

O que é repatriação sanitária e qual a cobertura ideal? Entenda

Entre as várias coberturas essenciais oferecidas pelos seguros de viagem, a repatriação sanitária está entre as mais importantes. Afinal, entre as possíveis despesas emergenciais e inesperadas, esta pode ser uma das mais elevadas, acionada apenas em situações mais complexas. Por isso, definitivamente vale a pena escolher um seguro que contemple boas condições e valores para a repatriação sanitária.

COMPARADOR DE SEGURO VIAGEM

Faça agora a cotação e conheça as melhores opções de seguradoras e planos para sua viagem. Em parceria com o Seguros Promo, garantia do melhor preço.

Neste artigo, vamos explicar o que é a repatriação sanitária de fato e você também vai saber se todos os seguros cobrem. E qual é a cobertura mínima indicada? Para responder a essas e outras questões importantes, preparamos este artigo. Confira.

O que é a repatriação sanitária?

Repatriação sanitária ou médica é a cobertura do transporte médico do viajante até o país de origem do paciente, desde que ele não se encontre em condições de retornar como passageiro em um voo regular. Este regresso poderá ter como destino a residência, o hospital ou clínica médica na cidade onde mora o viajante, para que ele siga com o tratamento por sua conta.

Portanto, a repatriação sanitária é uma providência tomada apenas em casos de extrema necessidade, quando o viajante sofre um acidente pessoal ou doença grave. Neste contexto, o médico responsável pelo atendimento designa o meio de transporte mais adequado para garantir a saúde do paciente. Que pode incluir um voo com estrutura para aparelhos respiratórios ou adaptado para cuidados intensivos, como em uma UTI.

Esta é uma das coberturas mais importantes oferecidas pelos seguros. Contudo, talvez por falta de conhecimento ou por acharem que nenhum imprevisto mais grave acontecerá, muitas pessoas não reparam neste item ao ler a apólice de seguro viagem.

A repatriação sanitária é diferente de traslado médico

O traslado médico é acionado quando um viajante que se acidentou ou sofreu algum mal súbito precisa ser transportado desde o local onde se encontra até o hospital mais próximo, em uma ambulância ou helicóptero equipado que atenda às necessidades do paciente.

E também do traslado de corpo

No caso de óbito do segurado, o transporte é designado como traslado de corpo. Nessas situações, o seguro é responsável também por auxiliar a liberação do corpo com os órgãos competentes. Assim como todo o transporte funerário até o local de origem do viajante segurado, entre outras providências.

Como funciona a cobertura no regresso sanitário?

O procedimento é simples. Depois do diagnóstico do médico que realizou o atendimento do paciente no exterior, o segurado deve informar a seguradora. Veja como acionar seguro viagem aqui. Para comprovar a recomendação de remover o paciente, é preciso que o seguro receba toda a documentação para iniciar os trâmites processuais.

Entre os comprovantes exigidos estão os laudos com data, assinatura e carimbo do médico, prontuários, resultados de exames e consultas. Ou seja, tudo o que o paciente tiver relacionado ao seu atendimento.

Após aprovados todos os procedimentos e depois que os detalhes forem discutidos pelas equipes médicas, o transporte adequado será disponibilizado para o paciente. Normalmente, a repatriação médica dos seguros inclui todas as etapas de transporte e a estrutura de apoio necessária:

  • Organização da viagem de retorno;
  • Coordenação no embarque e no desembarque;
  • Infraestrutura necessária;
  • Aparelhagem auxiliar, caso o paciente necessite de equipamentos para respiração ou alguma máquina específica durante o deslocamento;
  • Ambulância;
  • Médico ou enfermeiro acompanhante.

Todo seguro viagem oferece repatriação sanitária?

Sim. É norma da Superintendência de Seguros Privados (Susep) que todo seguro viagem cubra a repatriação sanitária. No entanto, não há um valor mínimo obrigatório. Portanto, é fundamental verificar o que o seguro estabelece antes da contratação.

Quanto maior o valor de reembolso da repatriação sanitária, melhor. Afinal, o segurado deverá arcar com a quantia excedente, se os custos com o transporte e todos os procedimentos envolvidos ultrapassarem o limite estabelecido pelo seguro. Se o seguro cobre 25 mil euros para a repatriação sanitária e o procedimento custar 27 mil euros, o viajante precisará desembolsas os 2 mil euros excedentes.

seguro repatriação sanitária

Qual o valor recomendado para a cobertura?

O custo com repatriação sanitária nos principais destinos escolhidos pelos brasileiros é, em média, de 25 mil euros na Europa e de cerca de 30 mil dólares a partir dos Estados Unidos. Em casos mais graves, no entanto, sabemos que os custos podem chegar a 70 mil dólares, quando envolve uma estrutura de tratamento intensivo no voo.

Considerando esse levantamento e nossa experiência com seguros de viagens, recomendamos que a cobertura mínima de repatriação sanitária para uma viagem internacional seja de pelo menos 50 mil euros ou dólares, o que costuma garantir o serviço em casos de média complexidade.

Como o valor da cobertura influencia no preço do seguro?

Na tabela a seguir, você tem uma ideia melhor de como o valor da repatriação sanitária pode alterar o preço do seguro. A regra geral é que, quanto mais elevados os valores cobertos, mais caro será o seguro viagem. No entanto, há diversos outros itens que influenciam a variação de preço: se há mais coberturas incluídas na apólice e os valores de cada uma são mais elevados, o preço do seguro sobe.

Contudo, não há uma regra única e há muitos seguros com preços econômicos que podem eventualmente oferecer um bom valor na repatriação sanitária. O ideal é considerar o que a apólice oferece como um todo para tomar sua decisão, para escolher o seguro viagem ideal para cada perfil.

Na simulação a seguir, consideramos uma viagem de 10 dias pela Europa no período de 1 a 10 de março de 2021, por pessoa. Quanto maior o valor da repatriação sanitária, mais caro o seguro.

Travel Ace 35 EuromundoAssist Card 35 EuropaAffinity 150 Europa
Despesas médicasEUR35 milEUR35 milUSD150 mil
Regresso sanitárioEUR15 milEUR30 milUSD50 mil
ValorR$113,93R$159,61R$198,41

*Pesquisa realizada em 22 de dezembro de 2020, utilizando nosso comparador de seguros de viagem.

Em que situações o seguro pode ser acionado para repatriação sanitária?

Quando os médicos responsáveis pelo atendimento decidem que o viajante em estado grave, devido a um acidente ou doença, só poderá retornar ao seu país acompanhado de equipe médica e com o apoio de itens de cuidados intensivos.

Esta decisão deve ser confirmada e autorizada pela seguradora, depois da análise de toda a documentação médica sobre o caso.

Vale lembrar que nem o segurado ou a seguradora têm autoridade para recomendar a repatriação sanitária. A decisão ficará a critério exclusivo da equipe médica responsável pelo atendimento.

Em quais situações não é possível acionar a cobertura?

  • Se não existir um parecer do médico responsável pelo atendimento, comprovando a real necessidade de regresso sanitário;
  • Caso a repatriação sanitária não seja realizada exatamente da forma como os médicos recomendaram ou ocorra algum procedimento sem a aprovação da seguradora;
  • Ou se o viajante estiver em condições de utilizar um voo regular na viagem de volta ao Brasil;
  • Se o pedido de repatriação sanitária for feito antes do cumprimento da carência do seguro viagem. Muitas coberturas relacionadas a transportes médicos só podem ser acionadas 48 ou 72 horas depois da contratação do seguro. Mais um motivo para ler com atenção a sua apólice.

Respondemos neste artigo se seguro viagem cobre coronavírus, uma dúvida bastante frequente.

O que fazer se a solicitação for negada?

Primeiramente, é preciso entender os motivos da seguradora e argumentar, apresentando mais documentos que comprovem a necessidade deste serviço.

Se eles não resolverem, vale acionar o Procon, serviço de proteção ao consumidor, que atua no estado brasileiro onde vive o viajante, além de se preparar para iniciar um processo na justiça. Em muitos casos, o próprio juiz já autoriza uma liminar que obriga a seguradora a realizar o regresso sanitário em caráter de urgência.

O ideal é tentar todos os caminhos e iniciativas de diálogo para negociar e resolver o problema, o mais rapidamente possível.

seguro com repatriação sanitária

Faça agora a cotação do Seguro Viagem

Em parceria com o Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o menor preço do mercado em seguro viagem. Cote e encontre as melhores opções de planos e seguradoras para sua viagem.

COTAR AGORA »

Recomendação Seguro Viagem Pro

Regressos sanitários são extremamente caros, dependendo de onde o viajante estiver e do tipo de suporte médico necessário. Imagine ir para a Ásia e precisar de um transporte de emergência como este. É um custo altíssimo.

Entre os seguros viagem cotados acima, a Recomendação do Seguro Viagem Pro é para o Affinity 150 Europa. Além de ser uma empresa com credibilidade, o valor do seguro, de menos de R$20 por dia de viagem, oferece valores altos em várias coberturas essenciais, como as despesas médicas e o regresso sanitário.

Outra sugestão importante é que, antes de contratar seu seguro viagem, você analise os planos disponíveis e faça uma comparação. Além de considerar o regresso sanitário, é preciso analisar o conjunto de serviços e auxílios oferecidos nas coberturas como:

  • Despesas médicas e hospitalares. Para a Europa, o mínimo é de 30 mil euros, de acordo com o Tratado de Schengen. Porém, outros destinos, como os Estados Unidos, não exigem cobertura mínima, mas caso você precise de atendimento médico, paga caro por isso. Então, é importante contratar uma cobertura mais alta;
  • Assistência odontológica e farmacêutica;
  • Traslado de corpo;
  • Extravio de bagagem (se o seguro bagagem é complementar ou suplementar, sendo este mais vantajoso).

Onde cotar o seguro viagem?

Para encontrar um seguro viagem e visualizar os vários planos lado a lado, basta utilizar o nosso comparador de seguro viagem. Uma vez que eles comercializam muitos planos por dia e têm parceria com diversas seguradoras, ele oferece opções com excelente custo-benefício e preços reduzidos – menores até do que os praticados pelas próprias seguradoras.

Nós já testamos os principais sites comparadores de seguro viagem disponíveis online. O Seguros Promo é o que oferece os melhores preços e é de confiança. Se desejar mais opções, também recomendamos o Real Seguro Viagem e o Compara Online.

Desconto no seguro viagem

Você pode pagar menos pelo seu seguro viagem ao utilizar o nosso comparador de seguros viagem ou o portal Seguros Promo, que é nosso parceiro. Para isso, basta inserir o código de desconto SVP5 para ganhar 5% de redução. Ao finalizar a compra com boleto bancário, recebe mais 5% de desconto, totalizando 10% a menos no valor de seu seguro viagem.

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Seguro Viagem Pro.
Compartilhe

Luciana Andrade

Luciana Andrade é jornalista, doutora em história, cursa especialização em marketing digital e não cansa de aprender coisas novas. À frente da Flows Conteúdo & Comunicação, escreve para diversos sites e clientes corporativos. Já morou em cinco cidades - no Brasil e na França - e está sempre planejando a próxima viagem.

Carolina Carvalho

Carolina é brasileira com cidadania portuguesa, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Foi atleta profissional de natação, conheceu diversos países por meio das competições e agora continua viajando pelo mundo. Trabalha com a produção e a edição de conteúdos para mídias ligadas ao setor de turismo ao ramo de seguros de viagens.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo